CIDADES

min de leitura - #

CEMSA realizou mais de 1,1 mil resgates de animais em Apucarana

Da Redação

| Edição de 26 de julho de 2022 | Atualizado em 26 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia CEMSA realizou mais de 1,1 mil
resgates de animais em Apucarana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Em abril de 2021, o Canil Municipal de Apucarana foi transformado em Centro Municipal de Saúde Animal (CEMSA). Com a mudança, houve uma transformação no conceito de atendimento e nos serviços prestados. De abrigo, o local ganhou centro cirúrgico, canal para denúncias e uma equipe de resgates. E foram muitos resgates. Em um ano e três meses de funcionamento – cerca de 430 dias – o centro resgatou 1.156 animais – mais de dois por dia.

O centro tem uma van para prestar o serviço. “Isso para chamados que envolvem animais errantes e que não possuam tutor. São situações de atropelamento ou animais que estejam muito debilitados, em que é necessário atendimento com urgência”, observa o diretor do CEMSA, João Pedro Correa.

Algumas pessoas, entretanto, optam por levar o animal ferido diretamente no CEMSA, localizado na Cristiano Kussmaul. Foi o que aconteceu com Wiliam Marques de Oliveira, que encontrou ontem um cão ferido nas imediações da Avenida Aviação. “Acho que ele foi atropelado. Eu estava passando por lá e socorri o cachorro”, conta Oliveira. 

O cão recebeu os primeiros cuidados e, como havia a suspeita de fratura, foi encaminhado para uma clínica veterinária conveniada com o Município. Desde abril, foram feitos 510 encaminhamentos deste tipo.

No período em que o espaço possuía apenas o conceito de um canil convencional, as castrações aconteciam duas vezes por semana. “Agora, as castrações acontecem de segunda a sexta-feira. O serviço é destinado exclusivamente para pessoas de baixa renda com comprovação feita através do CRAS”, orienta Thaísa Soethe, médica-veterinária responsável pelo serviço. Com a esterilização feita diariamente, 1.240 animais já foram castrados desde abril.

O prefeito Junior da Femac afirma que as mudanças foram feitas em consonância com políticas de saúde e proteção animal que são referência no País. “Dentro deste contexto, criamos o Programa Mais Vida Animal. Tudo isso foi normatizado através a Lei 023/2021, disciplinando o atendimento e tratamento de animais errantes, incentivando a posse responsável e o controle de natalidade, o recolhimento de animais, o controle de zoonoses e a fiscalização e punição dos maus tratos”, frisa Junior da Femac.

RESGATE

O programa também disponibiliza um número de WhatsApp (99626-3680) para denúncias de maus tratos a animais. O serviço já recebeu 768 denúncias, a maior parte relacionada com o abandono de animais. Identificado o autor do abandono, o centro registra um Boletim de Ocorrência e encaminha o caso para as autoridades responsáveis. 

Outra ação é a distribuição de ração para protetores temporários.O Programa Vida Animal já distribuiu 24 toneladas de ração para 32 protetores cadastrados pelo programa.