POLÍTICA

min de leitura - #

Ratinho Junior deve trocar cinco secretários até final da semana

Da Redação

| Edição de 28 de março de 2022 | Atualizado em 28 de março de 2022
Imagem descritiva da notícia Ratinho Junior deve trocar cinco secretários até final da semana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Em função da legislação eleitoral, o governador Ratinho Junior (PSD) deverá fazer até esta quinta-feira (dia 31 de março) ou sexta (dia 1º de abril) uma minirreforma do secretariado. É que termina no dia 2 de abril o prazo para que ocupantes de cargos do primeiro escalão estadual que desejam disputar as eleições do dia 2 de outubro deste ano deixem suas pastas.

A princípio, pelo menos cinco secretários de Estado já estão de malas prontas para deixar o governo do Estado nesta leva de desincompatibilização. São eles Beto Preto (PSD), da Saúde; Ney Leprevost (PSD), da Justiça, Família e Trabalho; Marcel Micheletto (PSD), da Administração e Previdência; Márcio Nunes (PSD), do Desenvolvimento Sustentável e Turismo; e Sandro Alex, da Infraestrutura e Logística.

O secretário da Saúde, Beto Preto, já antecipou que vai permanecer no cargo até este dia 31 de março, porém deve continuar no governo pelo menos mais três meses num cargo de assessor especial de Gabinete do governador Ratinho Junior, a contive do próprio governador. Trata-se de um cargo em que a desincompatibilização pode ser feita três meses antes das eleições, ao contrário de secretário, que tem que ser seis meses antes.

Além de continuar auxiliando o governador nas suas decisões administrativas, Beto Preto teria mais um tempo para preparar a sua candidatura a deputado federal. Beto Preto também está sendo cotado para disputar o Senado, embora não confirme essa possibilidade. Ele prefere dizer que seu rumo nessas eleições está nas mãos do governador Ratinho Junior. O que se comenta na política paranaense é que Beto Preto ganhou muita notoriedade em todo o Paraná como secretário da Saúde no combate à pandemia da Covid-19 e, por isso, tem seu nome lembrado para disputar o Senado dentro do grupo político de Ratinho Junior.

Antes de sair da Secretaria da Saúde, Beto Preto ainda vai anunciar a assinatura de convênios para realização de cirurgias eletivas com hospitais de todo o Estado, no valor de R$ 150 milhões, e a flexibilização do uso de máscaras também em ambientes fechados.

Quanto à situação de Leprevost e Sandro Alex, ambos deverão retomar suas cadeiras na Câmara Federal e pretendem disputar a reeleição. Marcel Micheletto e Márcio Nunes voltam à Assembleia para disputar a reeleição.

O governador ainda deverá nomear um deputado estadual de sua coligação para uma das secretarias, como forma de manter no cargo o líder do governo na Assembleia, Hussein Bakri (PSD), hoje suplente de Márcio Nunes, que volta para a Assembleia. Ele também poderá nomear um nome do MDB do Paraná para um cargo, já que o partido aderiu à pré-candidatura à reeleição de Ratinho Jr, depois que o ex-governador e pré-candidato de oposição, Roberto Requião, hoje no PT, deixou o MDB.