CIDADES

min de leitura - #

1º Festival Bilíngue divulga cultura surda em Apucarana

Da Redação

| Edição de 10 de novembro de 2022 | Atualizado em 10 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia 1º Festival Bilíngue divulga cultura surda em Apucarana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O Núcleo Regional de Educação (NRE), por meio do Centro de Apoio aos Surdos e aos Profissionais de Educação de Surdos (CAS), em parceria com a Autarquia Municipal de Educação (AME) de Apucarana e o Centro de Apoio Multiprofissional ao Escolar (CAME), promoveu o 1º Festival de Educação Bilíngue de Apucarana. O evento foi realizado ontem anfiteatro do Colégio Estadual Antônio dos Três Reis de Oliveira.

“O objetivo do festival é que os participantes possam conhecer e experimentar um pouco da cultura surda, que tem como principal característica a utilização da Língua Brasileira de Sinais (Libras),” disse o coordenador do CAS-Norte do Paraná, Júlio César Carmona.

A secretária de educação, Marli Fernandes, destacou que o ensino de Libras vem sendo implantado gradativamente na rede municipal de Apucarana. “Nós conseguimos inserir a disciplina em dezesseis escolas neste ano e pretendemos expandir para as demais unidades em 2023. A intenção é que todos os estudantes, das turmas de 1º ao 5º ano, aprendam noções da Língua Brasileira de Sinais,” afirmou.

“Para que a educação seja de fato inclusiva é importante que tanto os alunos surdos como os ouvintes aprendam Libras. Só assim a comunicação acontecerá de maneira efetiva. Parabéns às equipes do NRE, do CAS, da AME e do CAME pelo desenvolvimento do 1º Festival de Educação Bilíngue de Apucarana,” congratulou o prefeito Junior da Femac.

A diretora do Centro de Apoio Multiprofissional ao Escolar (CAME), da Autarquia de Educação, Léia Sofia Viale, acrescentou que o município precisou investir na formação dos professores antes de implantar o ensino da Língua Brasileira de Sinais nas escolas da sua rede.

“Desde 2015, a AME mantém parceria com algumas universidades, como a Unicentro e a Unioeste, para a oferta de cursos de Libras, dos níveis básicos e intermediário, aos seus docentes. Somente neste ano, 43 profissionais concluíram a formação,” falou.

Participaram do festival professores e estudantes dos municípios de Arapongas, Marilândia do Sul, Sabáudia, Jandaia do Sul e Faxinal.