CIDADES

min de leitura - #

Alunos realizam júri simulado em Apucarana

Vitor Flores

| Edição de 14 de novembro de 2022 | Atualizado em 14 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Alunos realizam júri simulado em Apucarana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Em meio a debates entre a acusação e a defesa, alunos do primeiro e segundo ano do ensino médio do Colégio Mater Dei realizaram um júri simulado no Fórum da Comarca de Apucarana. Quem esteve em julgamento foi a qualidade da educação brasileira.

Entre dez estudantes, cinco fizeram o papel da defesa da qualidade da educação brasileira, tema escolhido ao julgamento, e outros cinco acusaram que o ensino no país não é eficaz.

O coordenador da instituição de ensino, Bruno Lacerda, auxiliou no projeto. Participaram também professores e advogados, que fizeram o papel de jurados, além de alunos e pais que acompanharam a atividade realizada na última quinta-feira.

“Dividimos dez alunos da primeira série do ensino médio e segunda série para que atuassem como advogados ou promotores de justiça e elencamos um tema, que achamos relevante para a discussão, que foi a questão da educação brasileira. Será que a educação brasileira cumpre seu papel na sociedade, de formar bons cidadãos, pessoas conscientes dos seus direitos? Essa era a pergunta”, explicou.

O coordenador comenta que o projeto, que já era realizado anos anteriores, foi retomado após interrupção causada pelas restrições impostas pela pandemia e destaca a importância do simulado. “Esse é um projeto antigo que temos que visa vários aspectos na formação do aluno como por exemplo desenvolver a oralidade, a argumentação, uma linguagem mais coloquial, uma expressão corporal. No período pandêmico, tivemos que paralisar a atividade, mas voltamos com força total”, disse.

Bianca Leciuk, aluna do segundo ano do colegial, foi uma das advogadas de defesa no júri e valorizou o debate do tema no simulado. “Vim defender a educação brasileira, sendo suficiente para a formação do cidadão. Acho muito interessante o projeto porque possibilita nós do ensino médio nos inteirarmos com o meio do direito. Existem vários modos de pensar sobre o sistema educacional brasileiro e o debate é sempre algo muito bom”, comenta.

Ao fim do simulado, os alunos que defenderam o ensino brasileiro venceram pelo voto dos jurados por 5 a 2. (VITOR FLORES)