CIDADES

min de leitura - #

Apucarana alerta para cuidados com período crítico da dengue

Da Redação

| Edição de 25 de novembro de 2022 | Atualizado em 25 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Apucarana alerta para cuidados com período crítico da dengue

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Com a proximidade do verão, a Autarquia Municipal de Saúde (AMS) da Prefeitura de Apucarana tem reforçado junto à população a importância da vigilância quanto ao combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Estratégias de intensificação de ações visando a eliminação de criadouros e também a promoção de mais atividades de conscientização para um maior engajamento da população foram definidas nesta sexta-feira (25) pelo prefeito Júnior da Femac e secretário Municipal da Saúde, Emídio Bachiega. 

“Apucarana tem realizado um trabalho de referência na área de combate a endemias. Nossos agentes promovem vistorias prediais, levam informações aos moradores, realizam ações educativas nas escolas, e com isso temos a dengue sob controle. Mas com o Aedes Aegypti não podemos descuidar nem um segundo”, assinala o prefeito Júnior da Femac.

Ele acentua que o verão historicamente favorece a proliferação do inseto por registrar chuvas e altas temperaturas. “Trata-se de uma estação climática conhecida com o período mais crítico em todo o ciclo da dengue, que vai de agosto a julho de cada ano”, informa o prefeito. Ele pondera que desde o início do Ciclo 2022/2023, Apucarana tem apenas seis casos confirmados e nenhum óbito. “Precisamos, contudo, lembrar que estamos próximos a cidades onde o número de casos está em crescimento, como Londrina (168 casos), e Maringá (142 casos)”, alerta Júnior da Femac, pedindo que as pessoas mantenham o quintal livre de possíveis criadouros. “Basta evitarmos água parada”, disse o prefeito de Apucarana.

Outro fator importante no combate ao vetor transmissor da doença, acrescenta o secretário Municipal da Saúde, Emídio Bachiega, é a permissão das vistorias. “Muitas vezes, por temerem pela segurança, os moradores colocam barreiras no acesso de nossos agentes às residências. Na dúvida, o morador pode entrar em contato com a Saúde Municipal, pelo 3422-5888, para confirmação da identidade. Nossos servidores atuam com uniforme na cor verde e estão devidamente identificados com crachás”, diz Bachiega.