CIDADES

min de leitura - #

Apucarana dá prazo para 2 mil contribuintes quitarem débitos

Da Redação

| Edição de 03 de novembro de 2022 | Atualizado em 03 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Apucarana dá prazo para 2 mil contribuintes quitarem débitos

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Dois mil contribuintes de Apucarana em atraso com Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), ISS, alvará, Vigilância Sanitária e outras taxas ganharam um prazo para quitação dos débitos. O alerta foi feito ontem pela Secretaria de Fazenda, que anunciou que vai ajuizar as cobranças judiciais dos contribuintes em dívida ativa referentes aos anos de 2018 e 2019 que não quitarem os valores até o dia 18 de novembro. 

A secretária municipal da fazenda, Sueli Pereira, destaca que a Prefeitura cumpre o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A partir do prazo,  a Prefeitura de Apucarana será obrigada a encaminhar para a cobrança judicial débitos de impostos e taxas. 

“Antes de cumprir o que determina a legislação, o Município está concedendo esse prazo até o dia 18 de novembro, para que as dívidas sejam regularizadas. Os valores em atraso poderão ser parcelados em até 36 vezes”, explica a secretária Sueli Pereira, frisando que o prazo não será prorrogado e que, imediatamente após esse prazo, os débitos serão ajuizados.

Apucarana tem 30 mil contribuintes. Do total, 2 mil, em torno de 6%, estão inadimplentes nestes exercícios financeiros  e terão ações de cobrança ajuizadas, caso não promovam a regularização. “Tratam-se de valores relativos ao IPTU, ISS, alvará, vigilância sanitária, autos de infrações e outras taxas. Estamos cumprindo a Lei de responsabilidade Fiscal (LRF), que determina que a administração pública não pode, em hipótese alguma, abrir mão de receitas e, para isso, é obrigada a encaminhar os valores em atraso para a cobrança judicial”, reitera a secretária Sueli Pereira. 

O procurador Geral do Município, advogado Rubens Henrique de França, diz que antes de encaminhar para o fórum, o Município está concedendo uma oportunidade para a regularização. “Os contribuintes que têm pendências, relativas aos exercícios de 2018 e 2019, devem se dirigir até o dia 18 de novembro ao setor de Dívida Ativa, no piso térreo da prefeitura, para regularizar sua situação”, informa França, acrescentando que o atendimento é de segunda à sexta-feira, das 8 às 18 horas.

A secretária da Fazenda, Sueli Pereira, avalia ser bastante vantajosa a oportunidade que está sendo proporcionada. “O contribuinte poderá optar na quantidade de parcelas em que deseja pagar a dívida, que poderá ser feito até o limite de 36 vezes. Se a dívida não for paga à vista a ou parcelada, será encaminhada para cobrança judicial. E, a partir daí, ao valor serão acrescidos custas judiciais e honorários advocatícios”, alerta a secretária.

Medida é  voltada a contribuintes com dívida ativa referente a 2018 e 2019

•Débitos com IPTU, ISS, alvará, Vigilância Sanitária e outras taxas serão encaminhados à cobrança judicial após prazo de regularização