CIDADES

min de leitura - #

Aumento no número de roubos acende alerta em Apucarana

Fernando Klein

| Edição de 15 de julho de 2022 | Atualizado em 15 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia Aumento no número de roubos acende alerta em Apucarana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Entre janeiro e junho deste ano, Apucarana registrou 77 roubos. Desse total, 27 ocorreram apenas no mês passado, representando 35%. O levantamento foi feito pela Tribuna com base nos boletins de ocorrência divulgados diariamente pela Polícia Militar (PM). Em julho, essa tendência de aumento de assaltos vem se mantendo, o que gera alerta nas autoridades de segurança pública do município. 

Após o índice baixo de ocorrências nos primeiros meses do ano, o número de roubos disparou em junho. Foram 27 assaltos contra 8 maio, 10 em abril, 14 em março, 10 em fevereiro e 8 em janeiro. A tendência de aumento de ocorrências segue agora em julho. De 1º a 14, foram 14 ocorrências na cidade, uma por dia. 

Dos 77 assaltos no primeiro semestre, 23 envolveram pedestres (a maioria com subtração de aparelhos celulares); 22 foram em residências, 14 em estabelecimentos comerciais, 7 em propriedades rurais e 11 em outras situações. 

Diante do aumento de casos, o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) pretende antecipar a reunião ordinária mensal, prevista inicialmente para o dia 23. Segundo o presidente Adilson Luiz Murara, serão convocados representantes dos comandos do 10º Batalhão de Política Militar (BPM) e também da 17ª Subdivisão Policial (SDP), de Apucarana. “Vamos cobrar um posicionamento das polícias sobre esse aumento de casos (de roubos). É uma situação que nos preocupa”, afirma Murara. 

Nas últimas semanas, uma série de assaltos assustou os moradores do Loteamento Belvedere. Em menos de 20 dias, foram registrados pela Polícia Militar (PM) quatro assaltos violentos a famílias que vivem em chácaras na região. Nos roubos, as vítimas chegaram a ser agredidas pelos criminosos.

Um grupo de moradores procurou a Polícia Civil para pedir providências. Na oportunidade, o delegado-chefe Marcus Felipe da Rocha garantiu que os casos estão sendo investigados para averiguar se há uma quadrilha especializada agindo em Apucarana.

REFORÇO

O 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM) informou que está reforçando o policiamento em locais de maior incidência desse tipo crime. Segundo a corporação, mais equipes foram escaladas para atuar nos bairros, principalmente no período noturno, visando ampliar o trabalho de abordagem de pessoas, veículos e motocicletas em situação suspeita. Policiais do Batalhão de Polícia de Choque da PM também estarão na cidade neste final de semana para reforçar a segurança. 

A Polícia Militar pede apoio da população por meio de denúncias pelo WhatsApp (43) 99608-9469. O número de emergência, no entanto, continua sendo o 190. As pessoas também podem acionar os policias pelo aplicativo “190 PR”.