CIDADES

min de leitura - #

Coleta de dados do Censo chega a 40% dos domicílios na região

Fernando Klein

| Edição de 15 de setembro de 2022 | Atualizado em 15 de setembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Coleta de dados do Censo chega a 40% dos domicílios na região

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Quarenta e cinco dias após o início do Censo 2022, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) visitou até agora 40% dos domicílios na região. O balanço é do coordenador de área do IBGE em Apucarana, Rafael de Castro Francisquini, que responde pela coleta de dados em 12 municípios da região.

A rotatividade de recenseadores é o principal problema, segundo Rafael. 

“A gente vem registrado muitas desistências. São recenseadores que pedem para sair porque arrumaram outros empregos, por exemplo, ou por algum outro motivo. Tem acontecido bastante, o que prejudica o avanço na coleta de dados”, diz.

Além de Apucarana, o IBGE local é responsável pela pesquisa em Califórnia, Marilândia do Sul, Mauá da Serra, Rio Bom, Novo Itacolomi, Cambira, Jandaia, Bom Sucesso, Marumbi, Kaloré e São Pedro do Ivaí.

A questão dos pagamentos ainda é um problema. Ele admite que pelo menos dez recenseadores ainda não receberam a ajuda de custo do treinamento. “Houve, infelizmente, um problema no sistema de pagamentos do IBGE”.

Desde o início do trabalho, em 1º de agosto, os funcionários contratados em teste seletivo para coletar os dados do censo têm reclamado dos atrasos nos pagamentos e também relatado dificuldades para fazer as entrevistas, por conta da rejeição de alguns moradores.

Esse quadro ajuda a explicar as sucessivas convocações e reaberturas de testes seletivos pelo IBGE para o preenchimento de vagas. “Esse panorama não é apenas da região e vem ocorrendo em todo o país”, lamenta Rafael.

No contexto local, ele afirma que os maiores problemas com a rotatividade ocorrem em Apucarana, Jandaia do Sul e São Pedro do Ivaí. No entanto, na maioria das cidades, houve registro de desistências.

Em Apucarana, por exemplo, estavam previstos 120 recenseadores. “Até agora não conseguimos atingir esse número em nenhum momento”, diz. Rafael revela que 15 pessoas foram convocadas do último teste seletivo e estão em fase de treinamento para iniciar o trabalho nas ruas.

Ele afirma que os novos contratados assumem o setor dos antigos e dão sequência ao trabalho. O coordenador da área de Apucarana acrescenta que o cronograma de conclusão do censo, no entanto, segue mantido por enquanto, com a finalização prevista para 31 de outubro.

Rafael lembra que os recenseadores podem visitar os domicílios em horários alternativos e também aos finais de semana. Eles trabalham por setores e metas. Todos estão uniformizados e usam crachás de identificação que podem ser confirmados no site do IBGE.