CIDADES

min de leitura - #

Confeiteira está apreensiva com aumento de custo

DA REDAÇÃO

| Edição de 15 de março de 2022 | Atualizado em 17 de março de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O gás de cozinha é uma ferramenta essencial no trabalho da  confeiteira Pedrita Assolari Miksza, de Apucarana, que está apreensiva sobre qual decisão tomar em relação aos preços de seus produtos. “Como o mercado não está fervoroso, fico apreensiva em aumentar o valor. Mas o problema é que a margem de lucro vai caindo cada vez mais. É um grande impasse, porque se eu aumentar o valor diminui a procura, e se mantém, a margem de lucro cai”, afirma.

Ela conta que, antes do reajuste no preço do GLP, preços do leite e derivados - que são os principais ingredientes utilizados por ela  para a produção de bolos e doces - já tiveram alta de preços por conta dos problemas com a estiagem no campo. E agora o reajuste no preço do gás gera um novo impacto econômico que poderá influenciar nos preços dos produtos outra vez.
“O problema já começa lá na agricultura com a seca que afetou muito a produção no campo e encareceu principalmente o leite, creme de leite e a nata. E com certeza a alta na gasolina também vai influenciar nos preços dos alimentos”, explica.