CIDADES

min de leitura - #

Homem é morto a tiros em estrada rural de Apucarana

Cindy Santos

| Edição de 24 de outubro de 2022 | Atualizado em 24 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia Homem é morto a tiros em estrada rural de Apucarana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O assassinato de Leandro Rodrigo Rodrigues, 33 anos, encontrado morto na manhã de ontem em uma estrada rural na região do Núcleo Habitacional Dom Romeu Alberti, zona norte de Apucarana, ainda é um mistério para a Polícia Civil que tenta identificar a autoria e motivação do crime. 

Uma pessoa que passava pelo local viu o cadáver em meio ao lixo - o local é uma área de descarte irregular de resíduos - e chamou a Polícia Militar (PM). Vários tiros foram disparados contra a vítima.

“Fomos acionados via 190, por uma pessoa que passou pelo local. Aqui encontramos o corpo, com diversas perfurações, fizemos o isolamento e acionamos os órgãos competentes. Havia marcas de tiros na cabeça e braços”, disse o soldado Deivison Bertoli.

De acordo com o delegado Marcus Felipe da Rocha Rodrigues, chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP), a possibilidade de o homicídio ter ocorrido em outro local e de o corpo ter sido desovado na região do Dom Romeu não é descartada. 

“A gente já iniciou o procedimento básico, solicitou perícia no local, acionamos o Instituto de Criminalista e o Instituto Médico Legal (IML). Agora vamos intensificar as investigações. Tudo leva a crer que largaram o corpo naquele local, mas isso ainda deve ser apurado”, afirma o delegado.

Ainda conforme o chefe da 17ª SDP, Leandro tinha diversos antecedentes por crimes contra o patrimônio e já era conhecido no meio policial. A polícia, no entanto, não identificou nenhuma pista que aponte para acerto de contas. 

“Não temos ainda uma linha de investigação, não dá para dizer que o assassinato tenha relação com esses crimes”, disse o delegado.

O local onde o corpo foi encontrado também dificulta a apuração dos fatos, já que não há câmeras instaladas nas imediações que possam ajudar a elucidar o crime. 

A polícia pede ajuda da população com informações que possam colaborar com a investigação. “Se alguém tiver informação, por favor, entre em contato conosco. As denúncias são registradas de maneira sigilosa”, disse o delegado.