CIDADES

min de leitura - #

Licitação do Hospital de Apucarana tem quatro empresas interessadas

Da Redação

| Edição de 14 de outubro de 2022 | Atualizado em 14 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia Licitação do Hospital de Apucarana
tem quatro empresas interessadas

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Quatro empresas – duas de Apucarana, uma de Curitiba e outra de Maringá – participaram da licitação para as obras de estruturação do Hospital de Apucarana. A primeira etapa do processo licitatório, que consistiu na abertura dos envelopes com a documentação apresentada pelas empresas e exigida em edital, foi realizada nesta sexta-feira no salão nobre da Prefeitura de Apucarana e transmitida pela Internet, através do “YouTube” no canal “Licitação Apucarana”.

De acordo com Jean Carlos de Deus Martins, que presidiu a sessão de licitação, participaram do certame as empresas Pires Construções e Engenharia (Eireli), Lebi Construtora Ltda – ambas de Apucarana - , Itaocara Construções Civis Ltda, de Maringá, e Termale Engenharia Ltda, de Curitiba. “Das quatro empresas, três enviaram representantes para acompanhar a sessão e uma optou em não enviar”, observa Jean Martins.

Durante a sessão, foi feita a abertura do envelope protocolado pelas empresas com a documentação exigida em edital. “Cada empresa teve a oportunidade de analisar a documentação dos concorrentes e de fazer questionamentos”, informa Jean Martins.

Na próxima segunda-feira (17), às 14 horas, novamente no salão nobre da Prefeitura, a Comissão Permanente de Licitação voltará a se reunir para análise da documentação e para apresentar respostas aos questionamentos que foram feitos. “Essa é a fase de habilitação ou inabilitação das empresas e, a partir de segunda-feira, vamos abrir prazo para recurso que é de cinco dias”, explica Martins.

Transcorrido esse prazo, caso não seja interposto recurso, será aberto o envelope com a proposta de preço das empresas habilitadas. A vencedora será a empresa que apresentar a proposta de menor preço. 

A licitação envolve reforma e ampliação do prédio onde até meses atrás funcionou a Autarquia Municipal de Saúde (AMS) e que no passado já foi um hospital (São José), localizado na Rua Miguel Simião, nº 69. 

A OBRA 

O prefeito Júnior da Femac reitera que essa é a maior licitação de uma obra da história realizada em Apucarana no que se refere a valor financeiro, tendo a execução orçada em até R$19.193.803,98. “Um projeto de grande magnitude e importância histórica para Apucarana, que contempla uma estrutura moderna para atender as necessidades da cidade no setor da saúde hospitalar, com prestação de atendimento em todas as especialidades, além de uma ala exclusiva para crianças, com funcionamento 24 horas, que será o Pronto Atendimento Infantil (PAI) projetado para o térreo”, detalha o prefeito Júnior da Femac.


A OBRA

•A área construída do Hospital de Apucarana será de 4.062,88 m², sendo 2.616,90 m² de área de reforma e 1.445,98 m² de área de ampliação. 

•O projeto prevê 40 leitos clínicos, um centro cirúrgico, com duas salas de cirurgia e 12 ambulatórios, além de duas salas de cirurgias dermatológicas. 

•Uma área do térreo será destinada ao Pronto Atendimento Infantil (PAI), com entrada própria, 6 leitos de observação, sala de espera e atendimento 24 horas.