CIDADES

min de leitura - #

Onda de assaltos preocupa moradores de Mauá da Serra

Fernando Klein

| Edição de 24 de novembro de 2022 | Atualizado em 24 de novembro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O aumento da criminalidade está preocupando moradores de Mauá da Serra. Nas últimas semanas, duas trocas de tiros entre bandidos e policiais militares foram registradas no município, além de assaltos à mão armada e outros crimes.  Na noite de anteontem, outro caso chamou atenção. Um empresário foi vítima de um assalto a mão armada por volta das 23 horas. Ele foi rendido por dois homens armados e foi amarrado com fios, juntamente com mais dois funcionários da empresa. Os bandidos fugiram levando uma Fiat Toro, que foi encontrada ontem em Ortigueira.

O prefeito Hermes Wicthoff (PSD) afirma que a situação preocupa. Segundo ele, as características territoriais do município, com muitas rotas de fuga para os criminosos, é um complicador. Mauá da Serra tem apenas 108,324 km², mas é cortado por duas rodovias, a BR-376 e a PR-445, e muitas estradas rurais. 

“Temos saídas para vários municípios. Além das duas rodovias, há inúmeras estradas rurais que saem em Tamarana, Ortigueira, Faxinal e Marilândia do Sul. É algo complicado para a segurança pública”, afirma Hermes. Por isso, o prefeito afirma que é necessário aumentar o policiamento no município. “Em 1997, nós tínhamos 5 mil habitantes e dez policiais militares. Hoje, temos quase 11 mil habitantes e quatro policiais militares”, assinala, observando que é um problema comum aos municípios de menor porte.

O prefeito afirma que a administração está colaborando da maneira que pode. Foram instaladas 38 câmeras de monitoramento em ruas e avenidas da cidade para tentar identificar os criminosos e reagir rapidamente às ocorrências. O sistema é coordenado pelo município. “Temos um plano para chegar a 100 câmeras a partir do ano que vem, além de integrar câmeras de particulares para aumentar ainda mais a cobertura”, adianta o prefeito. 

(FERNANDO KLEIN)