CIDADES

min de leitura - #

Região gera 2 mil novas vagas de emprego no 1º semestre

Fernando Klein

| Edição de 29 de julho de 2022 | Atualizado em 29 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia Região gera 2 mil novas vagas de emprego no 1º semestre

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Os municípios da região fecharam o primeiro semestre de 2022 com saldo positivo de 2 mil vagas de emprego. Os dados, do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram divulgados nesta semana pelo Ministério do Trabalho e Previdência. 

Apucarana lidera entre os 26 municípios do Vale do Ivaí mais Arapongas. Entre admissões (9.681) e desligamentos (9.120), o município criou 561 postos de trabalho nos seis primeiros meses deste ano.

O setor de serviços foi destaque, com saldo de 324 vagas, seguido da indústria (214), construção (13) e agropecuária (28). O comércio, por outro lado, fechou com baixa nas contratações, com perda acumulada de 13 empregos.

Em relação ao mês de junho, o município soma saldo positivo de 98 vagas. É o segundo melhor resultado do ano. Em maio, Apucarana abriu 39 vagas; em abril 3; em março o município zerou o saldo; em fevereiro foram 327 postos de trabalho abertos e em janeiro 94. 

Já Arapongas, o segundo maior município da região, criou 60 vagas em junho e fechou o primeiro semestre com saldo positivo de 101. Com importantes polos industriais, o município registrou perdas nos postos de trabalho neste setor (-386). O comércio (-41) e a agropecuária (-10) também oscilaram negativamente. Os setores de serviços (350) e a construção (188) “salvaram” Arapongas e garantiram o saldo positivo no semestre, segundo dados do Caged. 

REGIÃO

Outro destaque regional foi o município de Jandaia do Sul, que fechou semestre com saldo de 345 postos de trabalho formais, com destaque para indústria, que abriu 247 vagas.

Ivaiporã fechou o semestre com 191 vagas criadas, com principal destaque para o setor de serviços (159 postos de trabalho). São Pedro do Ivaí (119), Marumbi (107) e Califórnia (103) também fecharam o semestre com resultado positivo na região.

Dos 27 municípios, três encerraram o semestre com saldo negativo: São João do Ivaí, que perdeu 9 vagas de trabalho; Godoy Moreira (-2) e Rio Bom (-1). 


Segundo semestre segue aquecido, diz economista

O professor Marcelo Vargas, coordenador do curso de economia da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), campus de Apucarana, afirma que os resultados ainda são reflexo da retomada após o fim das restrições da pandemia de covid-19.

Em 2021, os números foram melhores porque, segundo ele, houve uma aceleração em busca de produtos e serviços após um 2020 de incertezas e medo com a doença. Em Apucarana, por exemplo, foram 2.077 vagas no primeiro semestre do ano passado contra 561 no mesmo período deste ano.

“Já a partir do final de 2020 as pessoas começaram a comprar. Muitas perceberam, por conta da questão da possibilidade de adoecer com a covid, que não fazia sentido guardar dinheiro. Acho que isso influenciou muito (no bom desempenho)”, diz o professor. Em 2021, acrescenta, o reflexo desse fenômeno foi o aumento da produção industrial e da geração de mais empregos. 

Apesar dos números menores em 2022, ele afirma que essa tendência continua. Vargas projeta, inclusive, um segundo semestre melhor por conta da eleição de outubro, quando serão escolhidos, governadores, deputados, senadores e presidente da República. “O governo tem agido para segurar os preços e baixar o combustível, por exemplo, por conta da eleição. É uma tentativa de ajuste que vai acabar gerando reflexos positivos”, afirma, citando também a projeção de crescimento da economia brasileira na faixa de 2% este ano e a redução da faixa de desemprego, hoje na casa de 9,8%.