CIDADES

min de leitura - #

Seis vítimas de acidente com veículo da Saúde continuam internadas

Cindy Santos

| Edição de 30 de março de 2022 | Atualizado em 30 de março de 2022
Imagem descritiva da notícia Seis vítimas de acidente com veículo da Saúde continuam internadas

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Seis vítimas do acidente envolvendo o micro-ônibus da Autarquia Municipal de Saúde (AMS) de Apucarana, ocorrido anteontem a noite na BR-376 em Ortigueira, ainda estão internadas em hospitais de Apucarana e Ponta Grossa. Segundo a AMS, 24 pessoas ficaram feridas ou sofreram escoriações e não 14 como divulgado anteriormente. Do total, 18 passageiros sofreram ferimentos leves e, após atendimento médico, foram liberados.

Dos pacientes que permanecem internados, são cinco mulheres e um homem. Três estão no Hospital da Providência em Apucarana, entre eles uma mulher encaminhada no dia do acidente que está em estado grave. Trata-se da costureira Maria de Fátima de Almeida que estava no ônibus acompanhando a mãe que passou por uma cirurgia de catarata. As duas retornavam para Apucarana quando um caminhão invadiu a pista abruptamente, fazendo o micro-ônibus desviar e colidir contra um ponto de ônibus. Segundo informações de familiares, Maria teve duas lesões cranianas e até o fechamento desta edição, estava em coma na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Providência. Ela ainda seria submetida a novos exames, inclusive uma tomografia, depois de passar pela primeira cirurgia. A mãe dela  não se machucou. 

Outros dois pacientes, um homem e uma mulher, que estavam internados no Hospital de Telêmaco Borba foram transferidos ontem ao Hospital da Providência com quadros de saúde avaliados entre moderado a leve. Outras três mulheres estão em Ponta Grossa, duas internadas no Hospital Universitário e outra no Hospital Bom Jesus. O caso delas inspira cuidados. As informações foram repassadas pelo secretário municipal de Saúde, Emídio Bachiega. 

“Desde o momento que fomos comunicados começamos a comandar as operações daqui. Ontem cedo fui até o Hospital de Telêmaco Borba e havia uma paciente que inspirava cuidados. Conseguimos a transferência dela para Ponta Grossa. Ficaram três pacientes, uma teve alta e voltou para Apucarana. Outra senhora foi transferida para o Hospital da Providência e vai passar por cirurgia no tornozelo. Um senhor também foi para o Providência. Ele teve poli traumatismo mas está com quadro moderado”, informou o secretário.

O prefeito, Junior da Femac, que cumpria agenda em Curitiba também acompanhou toda a operação para atendimento das vítimas do acidente registrado em Ortigueira.

O motorista do micro-ônibus, Carlos Valentim Rocha, de 61 anos, afirmou que o acidente foi causado por um caminhão. O apucaranense transportava 23 pacientes de Apucarana que retornavam de consultas em Curitiba, quando uma carreta bitrem carregada com madeira que estava cruzando a rodovia tampou totalmente a sua visão da pista. Para conseguir desviar do veículo, Carlos jogou o micro-ônibus no acostamento, mas acabou atingindo o ponto de ônibus. 

“Não consegui pensar em mais nada a não ser desviar da carreta. Se não tivesse feito isso, não estaria mais aqui hoje conversando. Foi Deus quem tirou o ônibus da rodovia naquele momento. Foi tudo muito rápido. Quando vi os passageiros gritando e pedindo ajuda, liguei para a PRF e os socorristas começaram a chegar. Eu fui ajudando os passageiros como podia”, explica. 

De acordo com Carlos, o motorista da carreta não parou para prestar socorro.