CIDADES

min de leitura - #

Setor de serviços é o que mais emprega em Apucarana e região

Cindy Santos

| Edição de 14 de janeiro de 2023 | Atualizado em 14 de janeiro de 2023
Imagem descritiva da notícia Setor de serviços é o que mais 
emprega em Apucarana e região

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Insatisfeitos com o pouco tempo que passavam juntos, por conta da rotina agitada, o casal Iasmim Grou, 33 anos, e o marido Carlos Grou, 35 anos, tomaram uma grande decisão: largaram suas antigas profissões e abriram um negócio no ramo gastronômico em Apucarana. A mudança foi uma virada de chave na vida do casal, que deixou a área da construção civil para investir em uma franquia de esfirras. A empresa foi inaugurada no ano passado e gera três empregos diretos com carteira assinada na cidade. “Somos da área da construção civil, decidimos largar tudo e ingressar em um novo ramo”, reitera.

Entre os funcionários contratados pela empresa está Kethelyn Torres, 26 anos, que é natural de São Paulo e está em Apucarana há 12 anos. Kethelyn foi contratada em outubro do ano passado e por conta da sua experiência na área gastronômica, ela já foi promovida. “Nunca tive oportunidade de crescer nos meus antigos empregos. Aqui hoje sou chefe da cozinha e tenho esperança de crescer cada vez mais nesse emprego”, afirma. 

A esfirraria da Iasmim está entre as empresas que ajudaram a alavancar o saldo de contratações do setor de serviços, área que mais gerou empregos formais em Apucarana e região no ano passado até o momento. Dados divulgados no último relatório do Cadastro de Empregados e Desempregados (Caged), mostram que o setor foi responsável por criar 1.985 vagas entre janeiro a novembro do ano passado, o que corresponde a mais da metade (59,8%) dos 3.315 postos de trabalho gerados em 29 municípios da região. Só em Apucarana o volume de serviços corresponde a 61% do total de empregos gerados no período. 

Entre os empresários que colaboraram com esse saldo positivo em Apucarana está Gustavo Purceno. Ele e o sócio inauguraram no ano passado dois restaurantes, um de comida havaiana e outro de comida árabe. 

“Tivemos a ideia de trazer um restaurante de comida havaiana com especialidade no prato conhecido como poke. Após sete meses de operação do primeiro restaurante, abrimos o restaurante de culinária árabe”, destaca. 

Juntos, os dois empreendimentos de Purceno geram 25 empregos diretos e indiretos na cidade.

Empresa tecnológica gera postos de trabalho

No ano passado, o empresário Paulo Eduardo Gatto abriu uma microempresa na área tecnológica que gerou dois postos de trabalho diretos e cinco indiretos. Embora seja farmacêutico de formação, Gatto sempre gostou da área de tecnologia. Após participar de programas desenvolvidos pelo Sebrae para criação de startups, o empresário decidiu que era a hora de investir no ramo que sempre chamou sua atenção. Hoje, Paulo trabalha no desenvolvimento de software, hardware e aplicativos. 

E com menos de um ano de atuação, a microempresa já desenvolveu dois produtos voltados a eventos: uma plataforma comum para vídeos 360° e uma cabine para vídeos 360° com foco na acessibilidade. “Sou da área da saúde há muitos anos, mas a tecnologia sempre me atraiu. Gostava de montar e desmontar equipamentos, isso sempre despertou interesse em mim. Há 4 anos comecei a participar de programas do Sebrae  para criação de startups. Consegui desenvolver várias habilidades e peguei mais gosto pela coisa”, ressalta. 

Gatto destaca que escolheu Apucarana para abrir sua empresa, pois quer colaborar com o desenvolvimento do município. “Gosto de pensar que estamos transformando Apucarana em uma cidade mais tecnológica”, pontua.