CIDADES

min de leitura - #

Três equipes médicas atuam em captação de órgãos em Apucarana

Adriana Savicki

| Edição de 24 de maio de 2022 | Atualizado em 24 de maio de 2022
Imagem descritiva da notícia Três equipes médicas atuam em captação de órgãos em Apucarana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Três aeronaves - dois aviões e um helicóptero - e três equipes médicas foram mobilizadas na tarde de ontem para garantir que os órgãos de um jovem doador de Apucarana fossem transportados em tempo para permitir o transplante em pacientes do Paraná e do Distrito Federal, para onde os órgãos foram encaminhados.

O doador, de 21 anos, foi internado no último domingo no Hospital da Providência de Apucarana após apresentar uma crise convulsiva e não resistiu. Após a família autorizar a doação dos órgãos, as equipes de captação foram formadas e encaminhadas para Apucarana.

A operação envolveu seis médicos para retirada dos órgãos, além dos profissionais do hospital e do transporte. Foram captados coração, fígado, rins e pâncreas.

Conforme o coordenador de Enfermagem do Samu - órgão que prestou apoio às equipes médicas no translado entre o hospital e Aeroporto Capitão João Busse, Miquéias Romagnolo, a operação de transferência dos órgãos foi muito rápida e uma das maiores que o Samu já participou. “Foi emocionante por conta do tempo que tem para fazer o encaminhamento dos órgãos. O coração, por exemplo, tem quatro horas para chegar no destino”, afirma.

A transferência foi coordenada pela Central de Captação de Órgãos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Para ganhar tempo, o helicóptero da Sesa levou o órgão até o aeroporto. O coração foi encaminhado em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para um hospital de Brasília.

Fígado, rim, pâncreas e baço foram levados para hospitais de Curitiba em um avião da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e as córneas para Londrina. “Sabemos que tem uma família triste por conta da morte do paciente e ao mesmo tempo, tem várias famílias alegres por receber um transplante. Com a participação do Samu, foi a maior operação de doação de órgãos já realizada até hoje”, afirma o coordenador do Samu.

Após a captação dos órgãos, o corpo do rapaz foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). A causa da deve ser alvo de inquérito policial porque há suspeita que ele tenha sido espancado.

A família do jovem procurou ontem a Polícia Civil para registrar um Boletim de Ocorrência. Segundo depoimento da família, o rapaz chegou na casa dos avós no domingo com crise convulsiva. Durante o atendimento, os socorristas perceberam que havia um hematoma no olho do jovem, que possivelmente sofreu uma pancada na cabeça. (COLABOROU SILVIA VILARINHO)

Três aeronaves foram utilizadas na operação•Segundo o Samu, essa foi uma das maiores captações realizadas no município