CIDADES

min de leitura - #

Vendas de Natal registram alta em 2022

Da Redação

| Edição de 04 de janeiro de 2023 | Atualizado em 04 de janeiro de 2023
Imagem descritiva da notícia Vendas de Natal registram alta em 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Pesquisa realizada pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Apucarana (Acia) apontou aumento das vendas durante o Natal na cidade. Segundo o levantamento, 44,7% dos associados ouvidos responderam que as vendas foram superiores e 23,4% disseram que foram iguais ao ano passado. Por outro lado, 25,5% disseram que o movimento foi inferior e o restante não soube estimar. 

Outro ponto abordado no questionário foi sobre as contratações. “Segundo os entrevistados, 27,7% contrataram nos últimos meses. As vagas temporárias devem virar permanentes, o que é ótimo para a economia”, destaca Wanderlei Faganello, presidente da Acia. 

A pesquisa abordou entre os entrevistados também a importância da decoração de Natal. “Mais de 93% dos entrevistados consideraram atrativa a decoração e nós da Acia temos que enaltecer o trabalho do poder público neste ano, que adiantou a instalação dos enfeites, bem como estendeu por vários pontos da cidade a iluminação, contribuindo para que as famílias visitassem Apucarana e fizessem suas compras aqui”, ressalta Faganello.

A campanha de Natal da Acia distribuiu R$ 100 mil em vales-compra em raspinhas. “Queríamos saber dos participantes a avaliação deste modelo e a resposta, que era aberta, foi praticamente unânime. Consideraram uma das melhores campanhas dos últimos anos, porque permitiu uma interação grande entre lojistas, vendedores e clientes”, completou o presidente da Aica. 

EXPECTATIVA 

A pesquisa tinha por objetivo fazer uma avaliação dos comerciantes no ano de retomada pós-pandemia e também fazer uma avaliação deste ano com as mudanças políticas e econômicas que vão ocorrer no país. Apenas 8,5% dos entrevistados responderam que estão animados, enquanto 83%, por sua vez, disseram que estão preocupados com os rumos econômicos do Brasil em 2023.