COLUNA DA TRIBUNA

min de leitura - #

Câmara de Borrazópolis homenageia cardeal

Da Redação

| Edição de 28 de novembro de 2022 | Atualizado em 28 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Câmara de Borrazópolis homenageia cardeal

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O cardeal Dom João Braz de Aviz foi homenageado na noite de domingo com o título de Cidadão Honorário de Borrazópolis, em sessão solene realizada na Igreja Matriz Imaculada Conceição logo após a missa das 19 horas, celebrada por ele. O título, aprovado por unanimidade da Câmara, é de autoria do vereador Eder Fabrício Pereira (Republicanos), popular Edinho. No sábado, Dom João Braz de Aviz esteve em Apucarana, onde celebrou na Catedral Nossa Senhora de Lourdes a missa de Jubileu de Prata da sua ordenação sacerdotal, com a presença de um grande número de fiéis, bispos, padres e autoridades públicas. O cardeal é natural de Mafra-SC, porém passou toda sua infância em Borrazópolis, onde seu pai era açougueiro. Ele foi ordenado padre em 1972, na Catedral de Apucarana, pelo então bispo Dom Romeu Alberti. (Na foto, Dom João Braz de Aviz com vereadores)

De volta ao trabalho 

Depois da parada de ontem em função do jogo entre Brasil e Suíça pela Copa do Mundo, a Câmara de Apucarana retoma hoje seus trabalhos normais. Hoje, às 16 horas, será realizada a sessão ordinária da semana, que foi transferida desta segunda-feira. Da pauta de votação constam dez matérias, sendo dois projetos de leis, seis requerimentos e duas moções de aplausos. Nesta quarta-feira, haverá sessões extraordinárias às 10h e 10h40 para votar projetos do Executivo e, às 19h30, a Câmara volta a se reunir em sessão solene para entrega do Diploma de Mérito em Tarefas Comunitárias ao 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado pelos serviços prestados à comunidade no período da pandemia da Covid-19.

Justificativa eleitoral

Eleitores que não votaram no primeiro turno das eleições, no dia 2 de outubro, e não justificaram ausências têm prazo até a próxima sexta-feira (1º de dezembro) para apresentar justificativa junto à Justiça Eleitoral. E quem não compareceu às urnas no segundo turno, em 30 de outubro, e também não justificou a ausência em alguma seção eleitoral, tem até o dia 9 de janeiro para fazer isso. O eleitor ou eleitora que não justificar terá que pagar multa de R$ 3,51 por turno, além de sofrer outras penalidades civis como impedimento de obter passaporte e RG, de participar de concurso público e de  exercer função pública.

Conselho de amigo

Um vídeo do vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) viralizou nas redes sociais neste final de semana. No conteúdo, o vice pede para que o presidente Jair Bolsonaro (PL) fale com o “seu povo”. Desde que perdeu o segundo turno para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Bolsonaro tem se mantido fora dos holofotes das agendas públicas e das redes sociais. “Você não vai falar para o seu povo, não? Abre o jogo”, diz o vice. Em resposta, o presidente faz um sinal negativo com a cabeça. A declaração de Mourão foi identificada pela CNN após análise de leitura labial.

PEC chega ao Senado

Após três semanas de articulação entre o gabinete de transição para o novo governo e as lideranças partidárias do atual, o senador Marcelo Castro (MDB-PI), relator-geral do orçamento, protocolou ontem a primeira versão da PEC da transição. O texto, que busca abrir espaço no orçamento para o programa Bolsa Família, foi encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) sem um consenso entre os dois governos, mas junta aspectos em comum das visões dos dois lados. A PEC da transição, no texto apresentado, abre um espaço orçamentário de R$ 175 bilhões para garantir os recursos necessários ao Bolsa Família de R$ 600 por mãe, acrescido de R$ 150 por criança.