COLUNA DA TRIBUNA

min de leitura - #

Cambira programa pagamento do 13º do funcionalismo

Da Redação

| Edição de 07 de novembro de 2022 | Atualizado em 07 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Cambira programa pagamento
do 13º do funcionalismo

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O prefeito de Cambira, Emerson Toledo (MDB), anunciou ontem a data de pagamento do 13º salário dos servidores ativos, inativos e pensionistas do município. O valor será quitado em parcela única em  23 de novembro. Segundo Toledo, a programação foi possível graças ao equilíbrio financeiro. “A nossa administração tem o compromisso com os nossos servidores. Esse é o trabalho sério feito com eficiência, responsabilidade e planejamento da nossa equipe”, disse o prefeito Toledo, que fez o anúncio ao lado do secretário da Fazenda, Silvio Marezi, da tesoureira Paula Nochi e da diretora de Recursos Humanos Claúdia Marezi. 

Mais protestos 

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) seguem fazendo manifestações em Apucarana contra a vitória nas urnas de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No último domingo (6), um grande grupo de manifestantes voltou a se concentrar em frente ao 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado (BIMec), nas margens da BR-376, na saída para Curitiba. Novamente, o ato contou com participantes de cidades da região. Alguns manifestantes estão acampados no local desde o dia seguinte ao segundo turno. Eles querem uma posição das Forças Armadas sobre as eleições. 

Lojas fechadas

Ontem, um grupo de apoiadores de Bolsonaro voltou a protestar. Após concentração da Praça Rui Barbosa, eles seguiram em carreata até o quartel do Exército. Muitos empresários participaram da mobilização e alguns chegaram a fechar seus comércios na cidade. O 30º BIMec foi procurado pela coluna, mas não quis se manifestar sobre o assunto. Por e-mail, o Comando Militar do Sul disse apenas que não tem “qualquer participação” nos  atos.  

Lista de boicote

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Apucarana (Acia) e o Sindicato do Comércio Varejista de Apucarana (Sivana), entidades representativas do comércio de Apucarana e de diversas cidades do Vale do Ivaí e região, divulgaram nota oficial conjunta ontem, repudiando a propagação de uma suposta lista de empresas que seriam apoiadoras de determinados partidos políticos, com o “torpe intuito de sofrer retaliações e calúnias”. A divulgação de uma lista com comerciantes que supostamente votaram em Lula, sugerindo um boicote, circulou na semana após as eleições em Apucarana e outros municípios. 

Respeito à Constituição 

“A Acia e o Sivana reiteram o seu total respeito à Constituição e ao Direito de Liberdade de Expressão, mas não compactuam e repudiam completamente a divulgação de informações inverídicas, qualificando o ato como irresponsável, desrespeitoso e prejudicial a todo o comércio da cidade e ao convívio pacífico de todos”, diz a nota.As duas entidades reforçaram no texto ainda o “total apoio às empresas que estimulam a economia com a geração de empregos, renda e riquezas à nossa região, respeitando sempre a opinião individual, grande balizador de uma sociedade civilizada”.