COLUNA DA TRIBUNA

min de leitura - #

Carlos Gil é reeleito presidente de consórcio

Da Redação

| Edição de 06 de dezembro de 2022 | Atualizado em 06 de dezembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Carlos Gil é reeleito presidente de consórcio

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O Consórcio Público Intermunicipal Regional para Desenvolvimento Rural e Urbano Sustentável do Vale do Ivaí realizou a Assembleia Geral Ordinária, nesta segunda-feira, para eleger a direção 2023/2024. Composto pelos municípios de Ariranha do Ivaí, Arapuã e Ivaiporã, o consórcio tem como objetivo a gestão de estradas rurais integradas aos sistemas conservacionistas por meio da disponibilização de máquinas e caminhões da Patrulha Rural. O prefeito de Ivaiporã, Luiz Carlos Gil (PSD), foi reeleito presidente; o prefeito de Arapuã, Deodato Matias (MDB), eleito vice-presidente; e o prefeito de Ariranha do Ivaí, Thiago Epifânio da Silva (PSC), diretor financeiro. “É fundamental manter as estradas rurais bem conservadas para circulação de produtores, moradores e usuários, para o escoamento da produção e a preservação do meio ambiente”, disse Carlos Gil, que fez um balanço positivo de gestão 2021/2022. (Na foto, membros da nova executiva do consórcio)

Chapa em debate 

O prefeito de Jandaia do Sul, Lauro Junior (União Brasil), fez questão de esclarecer nesta terça-feira que a chapa apresentada por ele como candidato a presidente e o prefeito de Cambira, Emerson Toledo Pires (MDB), como vice para concorrer à nova diretoria da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi) é apenas uma sugestão que está sendo colocada ao debate dos demais prefeitos. “Nós defendemos a união de todos os prefeitos e o que queremos é saber se eles aprovam essa chapa, se vai haver outra chapa ou não”, diz ele, salientando que a chapa está aberta à participação de todos. Segundo ele, o importante é fortalecer a Amuvi, que reopresenta uma região importante do Paraná. 

Vaquinha do PT

O PT lançou uma vaquinha para bancar as despesas da festa de posse do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está marcada para o dia 1º de janeiro. Os valores para pagamento à vista variam de R$ 13 a R$ 1.064.mas também é possível doar outras quantias. A cerimônia de posse de Lula e do seu vice Geraldo Alckmin (PSB) vai contar com diversos artistas, entre eles, Pablo Vittar e Baiana System. Toda organização está sob responsabilidade da futura primeira-dama Janja da Silva. O dinheiro da vaquinha será usado no transporte e logística do público, no acolhimento e alojamento, na montagem da estrutura e no reforço da segurança.

Polêmica no TCE-PR

O ex-secretário da Educação, Maurício Requião, que assumiu a vaga de conselheiro recentemente no Tribunal de Contas do Paraná, vem sendo alvo de polêmica na Corte. Maurício, que por 13 anos lutou na Justiça para garantir sua vaga no tribunal, reclama que, em relação à sua pessoa, o órgão não estaria respeitando critério de antiguidade para composição das câmaras internas, conforme Regimento Interno. Além disso, a questão da antiguidade mexe com a remuneração e vantagens dos conselheiros, causando-lhe prejuízos. O presidente da Corte, Fábio Camargo, acatou a questão de ordem de Requião de forma monocrática, o que não é aceito pelos conselheiros. Assunto volta à pauta na sessão de hoje.

Augustinho no Tribunal

Na sessão plenária desta terça-feira, o primeiro secretário da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD), fez a leitura do ofício do governador Ratinho Junior, indicando o ex-deputado e atual secretário de Desenvolvimento Urbano, Augustinho Zucchi para conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná em razão da aposentadoria de Nestor Baptista. O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSD), solicitou aos líderes partidários a indicação dos integrantes que irão compor a Comissão Especial que vai analisar o nome indicado.