COLUNA DA TRIBUNA

min de leitura - #

Prefeitos buscam aprendizado em Genebra

Da Redação

| Edição de 01 de julho de 2022 | Atualizado em 01 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia Prefeitos buscam aprendizado em Genebra

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Prefeitos buscam aprendizado em Genebra

O prefeito de Faxinal, Ylson Alvaro Cantagallo (PSD), o Gallo, manifestou nesta semana, direto de Genebra, na Suíça, a importância da missão técnica que prefeitos do Vale do Ivaí e de outras regiões do Paraná fizeram naquele país a convite da Organização das Nações Unidas (ONU) e por indicação do governador Ratinho Junior (PSD). “Obrigado ao governador por nos proporcionar essa escola do conhecimento”, disse Gallo, salientando que os prefeitos têm muito que aprender e, também, muito que ensinar. O presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), Junior Weiller (MDB) disse que a missão possibilita aos prefeitos adquirir ferramentas para combate à violência familiar, à mulher, à criança, à fome e à miséria. Do Vale do Ivaí participaram da missão, além de Gallo, os prefeitos José Roberto Furlan (Cidadania), de Jardim Alegre, Emerson Toledo (MDB), de Cambira, e Lauro Junior (União Brasil), de Jandaia do Sul.

Livro da pandemia 
O ex-prefeito e ex-secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto (PSD), está reunindo histórias de sua trajetória na linha de frente de combate à Covid-19 no Estado para escrever um livro. Ele pretende trazer bastidores da batalha travada no Paraná contra a doença. Antes, ele deve divulgar um documentário na web com histórias da pandemia. Beto Preto deixou nesta quinta-feira o cargo que ocupava junto ao gabinete do governador Ratinho Junior para disputar as eleições deste ano. Ele é pré-candidato a deputado federal. À frente da Saúde, foi considerado por prefeitos, deputados e outras lideranças políticas como o melhor secretário de Saúde do Brasil. 
Pastor na Casa Civil
Depois de três anos como chefe de Gabinete do governador Ratinho Junior, Daniel Vilas Boas assumiu nesta sexta-feira a subchefia da Casa Civil, comandada pelo secretário-chefe João Carlos Ortega, que é de Jandaia do Sul. Nascido em Londrina, mas criado em Santo Antônio da Platina, Vilas Boas, que é pastor e teólogo, acompanha o governador desde a sua primeira candidatura, aos 21 anos, ao cargo de deputado estadual, em 2002. Ele será um elo de aproximação com prefeitos, deputados e senadores, bem como dos poderes Legislativo e Judiciário. O novo subchefe também trabalhará junto com empresários e trabalhadores de todo segmento produtivo.
Entusiasmado com o turismo
Na condição de entusiasta do turismo regionalizado, o prefeito de Apucarana, Junior da Femac (PSD), ficou muito satisfeito com a presença de dez prefeitos, além de vice-prefeitos e secretários de turismo no encontro ocorrido nesta semana. “O trabalho realizado até aqui na Amuvitur, sob a liderança do Fábio Rosa, de Borrazópolis, deve ser impulsionado agora com um engajamento maior dos prefeitos do Vale do Ivaí”, avalia Junior. Ele destaca que o ministro do turismo, Gilson Machado, prevê que entre outubro e fevereiro o setor deve gerar 500 mil novos empregos. “O interior também deve estimular este nicho, focando na geração de empregos e renda”, defende o prefeito. 
Doações por PIX
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou nesta sexta-feira que somente pessoas físicas que cadastrarem o CPF como chave Pix podem fazer doações para campanhas eleitorais. Em maio, o tribunal autorizou as doações por meio do sistema instantâneo do Banco Central. O caso foi decidido a partir de consulta feita pelo PSD. Após o julgamento, o partido fez um pedido de reconsideração para que as doações também pudessem ser feitas por meio de outros tipos de chaves, como número do celular, endereço de e-mail e chave alfanumérica. O TSE confirmou, no entanto, que somente a doação pelo CPF pode ser aceita para garantir a identificação da origem.