ESPORTES

min de leitura - #

Brasil derrota México e avança às quartas de final do Mundial

Gazeta Press

| Edição de 03 de julho de 2018 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

A Seleção Brasileira garantiu a classificação às quartas de final da Copa do Mundo de 2018 da Rússia na tarde desta segunda-feira. Responsável por um gol e uma assistência em Samara, o atacante Neymar brilhou na vitória por 2 a 0 do time comandado por Tite sobre a seleção do México.

Imagem ilustrativa da imagem Brasil derrota México e avança às quartas de final do Mundial
Neymar, Paulinho e Philippe Coutinho comemoram gol em Samara | Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil teve trabalho nos primeiros minutos, mas conseguiu tomar o controle da partida ainda no primeiro tempo. Na etapa complementar, Neymar inaugurou o marcador após passe de Willian, um dos melhores em campo. Nos minutos finais, o camisa 10 cruzou para Roberto Firmino ampliar a vantagem.

Desfalcado do suspenso volante Casemiro, o Brasil voltará a campo às 15 horas (horário de Brasília) nesta sexta-feira para disputar uma vaga na fase semifinal contra a Bélgica.

A Seleção Brasileira venceu com Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Willian (Marquinhos), Paulinho (Fernandinho), Philippe Coutinho (Roberto Firmino) e Neymar; Gabriel Jesus.

O México foi derrotado com Ochoa; Alvarez (Jonathan dos Santos), Ayala, Salcedo e Gallardo; Rafael Marquez (Layun), Herrera e Guardado; Vela, Chicharito Hernandez (Gimenez) e Lozano.

TITE PROTEGE NEYMAR - O técnico Juan Carlos Osório criticou de maneira contundente a postura da Seleção Brasileira após o confronto com o México. De maneira diplomática, Tite protegeu o atacante Neymar diante da imprensa e evitou polemizar com o adversário em Samara.

Durante o segundo tempo, do lado de fora do gramado, Neymar tomou um pisão de Layun e ficou se contorcendo, o que não comoveu o árbitro Gianluca Rocchi. 

Insatisfeito, Osório não citou o camisa 10 diretamente, mas afirmou ser uma “vergonha para o futebol que se perca tanto tempo com um só jogador”.

Premiado como o melhor da partida, Neymar estava sentado ao lado de Tite na entrevista coletiva e foi questionado sobre as declarações de Osório. O técnico brasileiro, então, resolveu intervir: “A hierarquia se mantém: técnico fala com técnico, atleta fala com atleta. Respondo essa pergunta depois”.

Protegido pelo treinador, Neymar não precisou comentar as declarações do colombiano. Após a entrevista de seu pupilo, Tite adotou tom diplomático ao abordar o assunto. 
“Não vou responder ao Osório. Eu vi o lance. Todos que estão assistindo, tirem suas próprias conclusões. O vídeo está aí e, a imagem, a gente não questiona”, afirmou o treinador da Seleção Brasileira.