ESPORTES

min de leitura - #

Embalado, Corinthians recebe a “Chape” na Arena de Itaquera

Gazeta Press

| Edição de 01 de agosto de 2018 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O Corinthians abre hoje, às 21h45, na sua arena, as quartas de final da Copa do Brasil, caminho mais curto da equipe na busca por um título neste segundo semestre. Distante apenas seis jogos de uma conquista nacional, o Alvinegro recebe a Chapecoense para tentar abrir uma vantagem na luta por uma vaga na semifinal, que será concluída no dia 15 deste mês, na Arena Condá.

Imagem ilustrativa da imagem Embalado, Corinthians recebe a “Chape” na Arena de Itaquera
O lateral-direito Fagner defende o Corinthians em casa | Foto: Arquivo/TN

Embalado por duas vitórias consecutivas no Brasileiro, o Timão também vai dar início a um mês decisivo para as suas pretensões em 2018. Além do embate pela copa nacional, o clube fechará o primeiro turno do torneio de pontos corridos e abrirá o mata-mata da Libertadores, contra o Colo-Colo. Maratona que, de acordo com os atletas, não fará o clube modificar seu foco ou priorizar uma das competições.

"É o momento de virar a chave. Desligar a do Brasileiro e ligar a da Copa do Brasil, uma competição diferente, com menos jogos, precisa estar sempre atento. Qualquer partida abaixo pode prejudicar a gente", explicou o meia Pedrinho, que deve ser mantido entre os titulares devido à ausência de Jonathas, machucado. Roger, o outro centroavante, não pode atuar no torneio por já ter defendido o Internacional nas fases anteriores.

Além da busca pelo título com um caminho mais curto neste segundo semestre, o Timão vai experimentar pela primeira vez um duelo apitado com auxílio do VAR (árbitro assistente de vídeo, em inglês). Com bastante repercussão na Copa do Mundo, a ferramenta foi elogiada pelo goleiro Cássio, que presenciou sua utilização durante o Mundial e acredita em um benefício grande pela implantação do auxílio aos árbitros.

"Vai ter menos erros, a gente vê infelizmente no futebol brasileiro ainda muitos erros. Vai ajudar os árbitros, na Copa foi positivo, vai ter momentos de interpretação, que nem o VAR vai resolver. Mas a gente não quer que ajude nem prejudique, queremos o correto. E acredito que o VAR vai ser para o bem", projetou o arqueiro.

Do outro lado, a Chapecoense chega para o duelo sem ter vencido nenhum dos jogos realizados após a parada da Copa do Mundo, com três empates e uma derrota, mas confiante na possibilidade de avançar no mata-mata.