ESPORTES

min de leitura

Hamilton protesta contra proibição de joias e ganha da FIA autorização até Monaco

(via Agência Estado)

| Edição de 06 de maio de 2022 | Atualizado em 06 de maio de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O heptacampeão de Fórmula 1 Lewis Hamilton protestou contra a proibição da FIA aos piercings na sexta-feira, aparecendo para a entrevista coletiva do Grande Prêmio de Miami usando todas as joias que cabia em seu corpo e sugeriu que estava disposto a ficar de fora de futuras corridas por causa deste assunto.

Hamilton chegou ao paddock vestindo uma roupa toda de jeans com vários botões em sua camisa de manga comprida que mostrava pelo menos quatro colares empilhados. O piloto foi visto mais tarde usando pelo menos três relógios e com quatro anéis em cada mão. Ele também usou brincos e um piercing no nariz. "Não consegui colocar mais joias hoje", disse o piloto da Mercedes.

A FIA reforçou na quinta-feira a proibição de roupas íntimas e corporais não regulamentadas, após o novo diretor de corrida Niels Wittich divulgar um boletim que a regra parte do escrutínio oficial, o que significa que tais escolhas estão sujeitas a revisão por oficiais de corrida.

O tetracampeão Sebastian Vettel apoiou Hamilton e disse que achava que a FIA estava sendo mesquinha. "Eu acho que é um pouco desnecessário este tópico. Considero uma coisa pessoal, sinto algo particular voltado para Lewis", disse o alemão. "De certa forma, há uma preocupação com a segurança, obviamente se você tem objetos e o carro pega fogo... Mas temos idade suficiente para fazer nossas próprias escolhas."

Hamilton disse que quando está no carro "só tem" seus brincos e o piercing no nariz, que não pode remover. O inglês afirmou que enviou uma mensagem ao novo presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem, antes chegar na pista, considerando 'boba' a briga por causa de joias. "Eu não quero lutar com vocês, nunca." Mas também parecia preparado para manter sua posição. "Se eles me pararem, que assim seja", disse Hamilton. Temos piloto reserva pronto e preparado para os fins de semana. Tem muita coisa acontecendo na cidade, então vai ser bom para mim de qualquer maneira."

Pouco tempo depois, Hamilton foi visto na área de hospitalidade da Mercedes vestindo apenas um relógio e um anel no braço. No momento em que ele foi para a pista para a primeira sessão de treinos, a Mercedes apresentou um documento exigido pela FIA no qual declarou que o piloto havia removido todas as joias que podia. Ele recebeu uma isenção temporária por seus piercings até a disputa do GP de Mônaco, dia 29.

O órgão regulador da Fórmula 1 disse que a principal questão é a segurança e que os pilotos poderão ser submetidos a verificações antes da competição porque "o uso de joias sob as roupas à prova de fogo podem reduzir a proteção proporcionada por este equipamento".