ESPORTES

min de leitura - #

Vini Junior promete mais dancinhas na Copa do Mundo e rebate críticas

Da Redação

| Edição de 07 de dezembro de 2022 | Atualizado em 07 de dezembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Vini Junior promete mais dancinhas 
na Copa do Mundo e rebate críticas

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Um dos principais protagonistas da seleção brasileira nesta Copa do Mundo, Vinícius Junior afirmou ontem que o Brasil ainda vai “bailar” muito no Catar. O atacante disse o estoque de danças é grande. Ele contou que existem outras dancinhas engatilhas e rebateu os críticos, como o ex-jogador irlandês Roy Keane, que considera um desrespeito esse tipo de comemoração.

“O gol é o momento mais importante do futebol, não só nós ficamos muito felizes, como agora na Copa, um país inteiro torce por nós. Temos muitas comemorações para fazer ainda”, prometeu Vini Jr., em entrevista coletiva no Grand Hamad Stadium, em Doha.

Uma das expressões culturais do Brasil, a dança não será abolida na seleção brasileira. A ideia é repetir o que foi feito após os quatro gols na vitória sobre a Coreia do Sul. Na ocasião, até mesmo Tite entrou na roda e participou de um dos festejos, a “dança do Pombo”, comemoração tradicional de Richarlison.

“Que a gente siga fazendo muitos bailes e jogando bem para chegar até a final nesse ritmo”, disse o astro do Real Madrid. “A galera gosta de reclamar quando vê o outro feliz, e o brasileiro é sempre muito feliz. Que a gente possa seguir com a nossa alegria, porque tem muito mais gente por nós do que contra nós”.

O atacante assumiu o protagonismo quando Neymar estava ausente e continuou sua jornada de brilho quando o camisa 10 retornou para a partida contra a Coreia do Sul. Vini Jr. é o atleta com mais participação em gols do Brasil no Mundial.

Ele marcou um e participou de seis dos sete gols que a equipe marcou no Catar. Saíram de seus pés a assistência de trivela para Richarlison ir às redes contra a Sérvia e o cruzamento para Paquetá selar o baile diante dos sul-coreanos que garantiu o time nas quartas de final.

O atacante do Real tem o apoio de Neymar para continuar a jornada de brilho. Ele revelou uma conversa que teve com o ídolo que virou amigo e explicou como ele lhe ajuda em campo e fora dele. “Ele me falou que a Copa do Mundo é diferente de qualquer outra competição. Agora estou vivendo, sei quanto a Copa é importante para o nosso país, para todos. Ele me falou isso e sempre levei comigo, não sabia o tamanho, mas quando tocou o hino vi a diferença que é jogar uma Copa pelo seu país”, contou

“Eu fico feliz de estar aqui representando cada brasileiro, estar jogando com meu ídolo, com amigos que tenho aqui, e que essa união que temos possa nos levar para um lugar muito alto”, completou o atacante. 

Alex Sandro treina com bola e deve voltar 

Desfalque do Brasil nos últimos dois jogos da Copa do Mundo, em razão de uma lesão muscular no quadril, o lateral-esquerdo Alex Sandro voltou a treinar com bola ontem e pode reforçar a seleção no jogo contra a Croácia, pelas quartas de final, na sexta. O retorno ainda não é certo porque, embora tenha participado de atividades com o grupo, o defensor continua fazendo trabalhos específicos à parte.

Alex Sandro se lesionou durante a vitória por 1 a 0 sobre a Suíça, há pouco mais de uma semana, na segunda rodada da fase de grupos. Existia a expectativa de que o jogador não demorasse muito para se recuperar, mas ele teve que ficar de fora das últimas duas partidas, contra Camarões, ainda na primeira fase, e Coreia do Sul, nas oitavas de final.

Caso o lateral-esquerdo seja liberado para jogar, Tite verá chegar ao fim a série de problemas físicos que o atrapalhou nos últimos dias. Ele não conseguiu repetir a escalação da linha defensiva em nenhum jogo até agora, pois, antes da lesão de Alex Sandro, o lateral-direito titular Danilo também se lesionou, mas foi já voltou a ser escalado. 

MAIS LIDAS