GERAL

min de leitura

Liga RJ diz que reservas de frisas para o carnaval foi um sucesso

Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil (via Agência Brasil)

| Edição de 18 de janeiro de 2023 | Atualizado em 18 de janeiro de 2023
Imagem descritiva da notícia Liga RJ diz que reservas de frisas para o carnaval foi um sucesso

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

A Liga RJ, que reúne 15 escolas de samba da Série Ouro, considerou um sucesso o número de reservas das frisas do Sambódromo para os desfiles nos dias 17 e 18 de fevereiro, diante da quantidade de procura pelos ingressos. A estimativa inicial da entidade é que as reservas tenham alcançado 85%, mas como ainda não foi feito o balanço total, o percentual pode ser superado.

O presidente da Liga RJ, Wallace Palhares, disse que o resultado das reservas vai ser conhecido na próxima terça-feira (24) e publicado nos sites da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) e da Liga RJ.

Notícias relacionadas:

“A procura foi muito boa. No ano passado a gente não teve essa procura devido ao carnaval ter sido em uma data fora do período de fevereiro, mas este ano voltamos à procura que tivemos em 2020. O panorama que eu tenho é muito bom. Lógico que depois do balanço fechado a gente vai ter a certeza, mas o que tem até agora foi muito satisfatório”, disse em entrevista à

Agência Brasil

.

Ele disse que não acredita em sobras na abertura de hoje para serem colocadas à disposição do público em uma outra rodada de reservas. “Acho que não vai ter dessa vez e vai esgotar tudo, provavelmente não vai sobrar”.

Para a fila A, que fica junto à pista dos desfiles, o ingresso custa R$ 1,4 mil. Já para as filas B, C e D, o preço é R$ 900. As frisas são boxes descobertos com seis lugares cada.

Pagamento

Quem conseguiu comprar os ingressos terá que fazer o pagamento nos dias 30 e 31 de janeiro. Caso isso não ocorra, vai perder o direito à reserva e os ingressos voltarão ao balcão de vendas. O pagamento deverá ser efetuado exclusivamente na Central de Vendas da Liesa, na Rua da Alfândega, 25, lojas B e C, no Centro, das 10h às 16h.

Arquibancadas

Segundo Palhares, as arquibancadas e cadeiras numeradas só estarão disponíveis à venda faltando de 15 a 20 dias para o carnaval, “mas por meio de ligações telefônicas e mensagens para a Liga RJ, já se pode notar que há uma demanda grande pelos ingressos para esses setores do Sambódromo”.

“Nossos e-mails estão lotados, nossos telefones não param, todo mundo já procurando arquibancada”, disse.

Para o presidente da Liesa, o interesse crescente do público pelos desfiles da Série Ouro é resultado da melhor qualidade das apresentações das escolas. Ele reconhece que a antecipação na liberação das subvenções às agremiações pela Prefeitura do Rio de Janeiro também tem contribuído para a qualidade dos desfiles.

“O quanto antes sair [a subvenção] é melhor porque a gente vai atrás de preço menores. A gente tem mais opções de produtos no mercado. Quanto mais em cima [do carnaval], o mercado fica mais escasso. Cada vez que sair mais antecipado fica melhor para as escolas”, disse.

A média estimada de público nos desfiles da Série Ouro grupo é de 120 mil pessoas, entre espectadores das arquibancadas e camarotes, desfilantes, profissionais do carnaval e de diversas áreas.

A escola de samba campeã no grupo poderá ascender ao Grupo Especial em 2024 e desfilar entre as agremiações consideradas a elite do carnaval carioca.

Liga RJ

Os desfiles das escolas de samba da Série Ouro são organizados pela Liga RJ. Entre as 15 agremiações do grupo, há algumas que já desfilaram no Grupo Especial, como a Estácio de Sá, Porto da Pedra, São Clemente e União da Ilha. A Estácio de Sá, inclusive, foi campeã na elite em 1991, com o enredo Paulicéia Desvairada-70 anos de Modernismo, dos carnavalescos Mário Monteiro e Chico Spinoza.