GERAL

min de leitura

Rio quer prender suspeitos de envolvimento com jogos de azar

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil (via Agência Brasil)

| Edição de 29 de novembro de 2022 | Atualizado em 29 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Rio quer prender suspeitos de envolvimento com jogos de azar

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) faz hoje (29) uma operação - em parceria com a Polícia Federal (PF) - para cumprir 26 mandados de prisão contra suspeitos de envolvimento com jogos de azar. A Operação Fim da Linha também cumpre 57 mandados de busca e apreensão.

Durante as investigações, o MPRJ identificou que o grupo atuava na exploração de bingos clandestinos no Rio, com a conivência de policiais militares. Segundo o MPRJ, o grupo criminoso é acusado de fraudar resultados de jogos, corromper agentes públicos e usar a violência para consolidar sua atuação.

Notícias relacionadas:

Foram identificados três núcleos da organização criminosa, cada um agindo em uma área da cidade: Copacabana, na zona sul, Saens Peña e Cascadura, na zona norte.

Entre os mandados de busca e apreensão, quatro estão sendo cumpridos em endereços de oficiais da Polícia Militar, entre eles, um ex-secretário estadual de Polícia Militar do Rio. Os nomes dos envolvidos ainda não foram divulgados.