GERAL

min de leitura - #

Servidores terão 120 meses para quitar empréstimos

Da Redação

| Edição de 11 de novembro de 2022 | Atualizado em 11 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Servidores terão 120 meses para quitar empréstimos

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Servidores públicos municipais de Apucarana agora podem obter empréstimo consignado com prazo de até 120 meses para quitação do contrato. Até então, o limite máximo para honrar o saldo devedor era de 96 meses. A resolução, em vigência desde o último dia 7, é disciplinada por portaria municipal assinada pelo prefeito Júnior da Femac (PSD) e atende a reivindicação da classe funcional, através de interlocução do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Apucarana e Região (Sindspa), e dos bancos e cooperativas de créditos conveniados ao governo municipal.

As taxas de juros do crédito consignado são menores em comparação aos demais tipos de empréstimos do mercado, sobretudo devido ao baixo índice de inadimplência, já que as parcelas são automaticamente descontadas do pagamento do solicitante. “Vivemos um período pós-pandemia. A economia, em todo o mundo, sente os impactos da guerra entre Rússia e Ucrânia. Além disto, a inflação dos alimentos da cesta básica é uma realidade que bate à porta de todas as famílias. Através desta medida administrativa, além de disciplinar e uniformizar a concessão de empréstimos consignados em folha de pagamento, visamos conceder aos servidores que precisarem, condições mais favoráveis na renegociação de contratos, seja com fins a obter um maior prazo e menor parcela, ou mesmo expandir o prazo e obter mais crédito”, explica o prefeito Júnior da Femac.

A resolução, que amplia de 96 para até 120 o número de parcelas consignáveis, é extensiva a servidores ativos e inativos da administração direta, autarquias de Saúde, Educação e dos Serviços Funerários, além do Instituto de Desenvolvimento Pesquisa e Planejamento (Idepplan). “A portaria fixa ainda limite de cinco contratos por banco ou cooperativa, desde que respeitada a margem consignada estabelecida em lei, que é de 35% do salário”, explica Rosmeire Rivelini, superintendente Municipal de Recursos Humanos.

Atualmente, a administração municipal mantém convênio para concessão de empréstimos consignados em follha de pagamento com quatro bancos (Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Santander) e três cooperativas de crédito (Cresol, Sicredi e Sicoob). “Agradeço ao prefeito Júnior da Femac pela sensibilidade em atender a mais esta demanda do funcionalismo. Com diálogo e respeito temos avançado muito”, disse professora Tarcília de Brito Silva, presidente do Sindspa.