GERAL

min de leitura

Taxa de homicídio em São Paulo é 4,41 a cada 100 mil habitantes

Camila Maciel - Repórter da Agência Brasil (via Agência Brasil)

| Edição de 25 de novembro de 2022 | Atualizado em 25 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Taxa de homicídio em São Paulo é 4,41 a cada 100 mil habitantes

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

A cidade de São Paulo registrou 4,41 casos de homicídio para cada 100 mil habitantes nos últimos 12 meses, de novembro de 2021 a outubro deste ano. A taxa é a menor dos últimos 22 anos, de acordo com balanço das estatísticas criminais, divulgado hoje (25), pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-SP). 

Em 2022, foram registrados 528 assassinatos. Nos dez primeiros meses do ano, a redução do índice foi 17% na comparação com igual período de 2019. Foram 91 registros a menos neste ano. Em relação a outubro de 2019, a redução é de 8,1%, passando de 62 casos para 57.

Notícias relacionadas:

A SSP-SP informou que a análise dos dados criminais considera o ano de 2019 por ser o período anterior à pandemia, quando não havia restrição para circulação de pessoas. O índice de isolamento, calculado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), chegou a 45%, na média, em 2020.

Em outubro, os roubos de carga caíram 26,9%, passando de 350 registros para 256. O roubo de veículos, por sua vez, recuou 12,1%, de 1.772 para 1.557. Os números de roubo de veículos é o menor desde 2001, desconsiderando os anos de 2020 e 2021 por conta da pandemia.

Os roubos em geral, por outro lado, aumentaram 4%, com 12.979 registros. Ainda em relação aos crimes patrimoniais, houve um roubo a banco. 

Para a secretaria, a redução dos indicadores “é resultado da Operação Sufoco, que dobrou o número de policiais nas ruas da capital, a partir de maio, por meio de diárias extras”.

Estado

O estado de São Paulo registrou queda de 11,2% nos casos de latrocínio nos dez primeiros meses do ano na comparação com igual período de 2019. Foram 135 registros de janeiro a outubro deste ano. 

Os roubos em geral caíram 4,7% no acumulado do ano na comparação com 2019. Foram 10.087 casos a menos. Também houve queda no roubo de carga (11,5%) e de veículos (15,5%).