POLÍTICA

min de leitura - #

Bolsonaro viaja à Rússia e Mourão assume Presidência

DA REDAÇÃO

| Edição de 15 de fevereiro de 2022 | Atualizado em 17 de fevereiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O presidente Jair Bolsonaro embarcou nesta segunda-feira, por volta das 18h, para a Rússia. A viagem ocorre em meio ao aumento da tensão militar entre o governo de Vladimir Putin e a Ucrânia. O chefe do Executivo, contudo, usou a pauta comercial para justificar sua ida a Moscou. Na Base Aérea de Brasília, antes de partir para o exterior, Bolsonaro fez a transmissão de cargo para o vice-presidente Hamilton Mourão, agora presidente em exercício.

Em conversa com apoiadores mais cedo, Bolsonaro voltou a citar o comércio entre Brasil e Rússia como motivo de sua viagem ao país. “Sabemos o momento difícil que existe naquela região. Temos negócios com eles, comerciais. Em grande parte, nosso agronegócio depende dos fertilizantes deles. Temos assuntos para tratar sobre defesa, sobre energia, muita coisa para tratar. E o Brasil é um país soberano”, declarou.
O presidente disse que torce pela paz na região. “A gente quer a paz, mas tem que entender que todo mundo é ser humano aí. Vamos torcer para que dê certo, se depender de uma palavra minha, o mundo teria paz”, completou o chefe do Executivo, ao citar outros conflitos que ocorreram no mundo no passado.
Bolsonaro chega à Rússia nesta terça-feira, mas só deve se encontrar com Putin nesta quarta-feira. Depois de Moscou, o presidente segue para Budapeste, capital da Hungria, onde deve se reunir com o primeiro-ministro Viktor Orbán, nacionalista de extrema-direita
No último sábado, 12, Bolsonaro já havia usado a pauta do agronegócio para justificar a viagem. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, contudo, cancelou a participação na comitiva após contrair a covid-19.