POLÍTICA

min de leitura

Ciro Gomes propõe mudar padrão pedagógico no ensino de todo país

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil (via Agência Brasil)

| Edição de 21 de setembro de 2022 | Atualizado em 21 de setembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Ciro Gomes propõe mudar padrão pedagógico no ensino de todo país

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Imagem ilustrativa da imagem Ciro Gomes propõe mudar padrão pedagógico no ensino de todo país
O candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, disse hoje (21) que a melhoria da educação pública passa pela mudança do padrão pedagógico e de avaliação de alunos utilizado em todo o país. Segundo ele, é preciso abandonar o “decoreba e o enciclopedismo raso” e implantar métodos que valorizem o pensamento crítico e analítico dos alunos.

“Precisamos revogar esse enciclopedismo raso e introduzir uma pedagogia que seja a pedagogia disruptiva do profissional do mundo digital, da economia do conhecimento, aqui são coisas muitos instigantes. Temos que ensinar conteúdos, inclusive de dois pontos de vista diferentes, para, mexendo com a cabeça do estudante, força-lo à atitude correta do profissional digital, que é associar as informações que estão postas e criar informação nova”, disse.

Segundo Ciro, isso exigirá um retreinamento de todo o magistério brasileiro e um reforço nas estruturas de cofinanciamento e redistribuição de recursos destinados à educação. E para viabilizar esses valores, o candidato propõe revogar a renúncia fiscal sobre 36 “produtos de luxo” da cesta básica, como salmão, queijo suíço e filé mignon. “A renúncia fiscal de PIS/Cofins sobre esses produtos são R$ 8 bilhões. Com isso, posso colocar 1 milhão de crianças em tempo integral na creche”, disse.

Notícias relacionadas:

Segundo Ciro, isso exigirá um retreinamento de todo o magistério brasileiro e um reforço nas estruturas de cofinanciamento e redistribuição de recursos destinados à educação. E para viabilizar esses valores, o candidato propõe revogar a renúncia fiscal sobre 36 “produtos de luxo” da cesta básica, como salmão, queijo suíço e filé mignon. “A renúncia fiscal de PIS/Cofins sobre esses produtos são R$ 8 bilhões. Com isso, posso colocar 1 milhão de crianças em tempo integral na creche”, disse.