POLÍTICA

min de leitura - #

Deputados federais do PR lideram gastos para se eleger

Da Redação

| Edição de 14 de novembro de 2022 | Atualizado em 14 de novembro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Os deputados federais eleitos neste ano gastaram 40% mais, já descontada a inflação do período, do que os colegas que conseguiram uma cadeira na disputa de 2018, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na eleição de outubro passado, os parlamentares investiram em média R$ 1,8 milhão para se eleger, ante R$ 1,3 milhão de quatro anos atrás. 

A campanha que mais gastou - R$ 3,4 milhões - foi a do paulista Arnaldo Jardim (Cidadania), reeleito com 113.462 votos válidos. 

Os valores para se eleger para a Câmara se alteram conforme o Estado. Para conquistar um mandato pelo Paraná, por exemplo, o candidato precisou investir, em média, R$ 2,2 milhões, maior valor dentre as federações. Na outra ponta do ranking está o Amapá, Estado que teve o menor valor médio, de R$ 678 mil.  

Em São Paulo, Estado com mais eleitores (34,6 milhões), o valor chegou a R$ 1,9 milhão.