POLÍTICA

min de leitura - #

Justiça Eleitoral procura mesários voluntários para as eleições 2022

Fernando Klein

| Edição de 21 de junho de 2022 | Atualizado em 21 de junho de 2022
Imagem descritiva da notícia Justiça Eleitoral procura mesários voluntários para as eleições 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

AJustiça Eleitoral iniciou uma mobilização visando aumentar o número de mesários voluntários para trabalhar nas eleições deste ano. Nas comarcas de Arapongas e Apucarana, mais de 2,6 mil pessoas serão convocadas para atuar no pleito de 2 de outubro, quando os brasileiros vão às urnas para escolher presidente da República, governadores, senadores e deputados federais e estaduais. Um eventual segundo turno para presidente e governador poderá ocorrer no dia 30 de outubro. 

Em Arapongas, o Fórum Eleitoral tem como meta atingir 100% de voluntários nestas eleições. São 1.038 mesários e 120 administradores de prédio que vão trabalhar em outubro. Desse total, 600 já são voluntários. Simone Barros do Amaral, chefe interina do cartório eleitoral de Arapongas, que abrange também Sabáudia, informa que a intenção é chegar ao número total até o início de agosto.

Simone explica que, nesse primeiro momento, o Fórum Eleitoral está consultando os mesários que atuaram nas últimas eleições sobre a vontade de continuar ou não. “A gente explica que, caso surgirem voluntários, eles serão substituídos. Caso contrário, serão convocados. No entanto, essa não é a nossa intenção. Queremos neste ano que todos sejam voluntários. A gente acredita que isso é importante para execução do trabalho no dia da votação, com ninguém insatisfeito ou forçado a trabalhar”, explica.

Simone afirma que a procura tem sido positiva. “Todos os dias nós recebemos novos cadastros de voluntários. Acho que vamos conseguir chegar aos 100%”, avalia. Ela admite que o descontentamento com a política afastou muitas pessoas, que pediram para sair. “Temos um índice de 40% de pessoas que disseram que não querem mais trabalhar de jeito nenhum”, assinala.

Em Apucarana, o Fórum Eleitoral irá convocar cerca de 1,5 mil pessoas, sendo 1,2 mil mesários e 300 administradores de prédio. Na Comarca, que abrange ainda Cambira e Novo Itacolomi, não está sendo realizado nenhum trabalho específico, mas o objetivo também é aumentar o número de voluntários. “Hoje, é meio a meio: 50% são voluntários e 50%, não”, afirma a chefe do cartório Andréa Silva Milanin. 

“A gente recebe, em média, dois novos cadastros por dia e procura substituir quem pede para não trabalhar mais”, acrescenta. Andréa afirma que, a cada eleição, um formulário é entregue aos convocados, questionando se gostariam de continuar ou não. Esse documento serve de parâmetro para eventuais substituições. “Cerca de 40% pediram para deixar de trabalhar na última eleição”, afirma, observando que nem sempre é possível atender a todos os pedidos. A lista de convocados deve sair entre julho e agosto.