POLÍTICA

min de leitura - #

OEA vai enviar delegados para acompanhar eleições no Brasil

Da Redação

| Edição de 06 de julho de 2022 | Atualizado em 06 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia OEA vai enviar delegados para acompanhar eleições no Brasil

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, e o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, assinaram nesta terça-feira, na sede da OEA, em Washington, Acordo de Procedimentos para a realização da Missão de Observação Eleitoral no Brasil, para que delegados da organização acompanhem as Eleições 2022. Também participou da cerimônia de assinatura o secretário para o Fortalecimento da Democracia da OEA, Francisco Guerrero.

“Este é mais um daqueles momentos importantes, em que a Justiça Eleitoral brasileira promove plena liberdade e autonomia para que a OEA possa realizar a sua missão de observação nas eleições gerais de outubro deste ano”, afirmou Fachin na ocasião, ao destacar a longa história de profissionalismo e excelência em observação eleitoral traçada pela Organização.

De acordo com o presidente do TSE, a Justiça Eleitoral brasileira como um todo estará à disposição da OEA para prestar total apoio à missão, seja logístico ou operacional, para que a Organização tenha sucesso em seu propósito. “Estamos totalmente comprometidos com a transparência e com o diálogo. Nosso objetivo é aprofundar a parceria entre o Brasil e a OEA em questões eleitorais e, portanto, contribuir para a melhoria deste trabalho em permanente construção que é a democracia”, concluiu.

O secretário-geral da OEA, Luis Almagro, afirmou que a Organização assume esse compromisso com o Brasil, com o máximo profissionalismo, imparcialidade, efetividade e capacidade técnica que sempre têm guiado o trabalho de observação eleitoral. (EDITORIA DE POLÍTICA)