POLÍTICA

min de leitura - #

Pesquisa Ipec: Lula tem 51% e Bolsonaro, 42%

Da Redação

| Edição de 10 de outubro de 2022 | Atualizado em 10 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia Pesquisa Ipec: Lula tem 51% e Bolsonaro, 42%

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a disputa ao Palácio do Planalto com 51% das intenções de voto, ante 42% do presidente Jair Bolsonaro (PL). Pelo menos é o que aponta nova pesquisa Ipec (ex-Ibope) para o segundo turno divulgada nesta segunda-feira. De acordo com o levantamento, 5% dos entrevistados dizem pretender votar em branco ou anular, e 2% não sabem ou não responderam. Em votos válidos, Lula aparece com 55%, ante 45% de Bolsonaro.

O petista agora tem uma vantagem de nove pontos porcentuais ante o chefe do Executivo entre os votos totais, num indicativo de cenário de estabilidade. Lula manteve os mesmos 51% da amostra anterior, do dia 5 de outubro, enquanto o candidato à reeleição oscilou negativamente um ponto.

Bolsonaro segue como o candidato mais rejeitado. 48% dos brasileiros dizem que não votariam no presidente de jeito nenhum, enquanto 42% dizem o mesmo sobre Lula.

A avaliação negativa do atual governo se mantém numericamente superior: 41% dos entrevistados dizem que o mandatário faz uma gestão ruim ou péssima. 38% afirmam que o governo é ótimo ou bom, enquanto 19% dizem que a condução atual é regular.

Nove em cada dez eleitores (94%) já definiram o voto segundo essa nova amostra. Apenas 6% afirmam que podem mudar a posição. Bolsonaro lidera numericamente nesse recorte, com 95% de seus eleitores certos da ação enquanto 5% afirmam que ainda podem mudar. 93% entre os que dizem que irão votar em Lula têm certeza do ato; 7% dizem que ainda pode mudar e 1% afirma que não sabe ou não respondeu.

Contratada pela Globo, a pesquisa divulgada nesta segunda-feira foi realizada entre 8 e 10 de outubro e entrevistou 2 mil eleitores presencialmente em 130 municípios. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-02853/2022. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.

No primeiro turno, Lula obteve 57,2 milhões de votos válidos, ou 48,43% do contabilizado pela Justiça Eleitoral. Bolsonaro, candidato à reeleição, recebeu 51 milhões de votos, ou 43,20% do total.

Os números foram divergentes com os dados divulgados na véspera do primeiro turno por parte de pesquisas. Após a eleição do dia 2 de outubro, o ministro da Justiça, Anderson Torres, pediu à Polícia Federal para que investigue os institutos de pesquisa.

O Ipec se posicionou na segunda-feira, 3, sobre os resultados divulgados nas últimas semanas. “As pesquisas eleitorais medem a intenção de voto no momento que são feitas”, disse o Ipec, em nota. (ESTADÃO CONTEÚDO)