POLÍTICA

min de leitura - #

PPS ainda não sabe quem apoiar ao governo do Estado

Editoria de Política

| Edição de 26 de julho de 2018 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O Diretório Estadual do Partido Popular Socialista (PPS) do Paraná, presidido pelo deputado federal Rubens Bueno, marcou sua convenção partidária para o dia 2 de agosto, uma quinta-feira. De acordo com a Executiva, o encontro será no Hotel Lizon, no Centro de Curitiba, a partir das 17 horas. 

Imagem ilustrativa da imagem PPS ainda não sabe quem apoiar ao governo do Estado


O partido espera reunir entre 200 e 300 correligionários para decidir como serão montadas as chapas. Desde o fim de março, quando o prefeito de Guarapuava Cesar Silvestre Filho desistiu de sua pré-candidatura ao governo do Paraná, o PPS ainda não definiu como será sua posição na eleição majoritária.
Segundo Rubens Bueno, o partido ainda pode apoiar tanto a campanha do deputado estadual Ratinho Junior (PSD), quanto a de Osmar Dias (PDT) ou Cida Borghetti (PP). Conforme assinala, a decisão deve ser homologada na convenção. 
“É para isso mesmo que existe a convenção. Reúne-se os mandatários e os delegados de cada município além do diretorio estadual. Deveremos ter entre 200 e 300 pessoas na convenção. Já é em cima da hora (do prazo legal para definir as chapas e protocolar a ata da convenção no Tribunal Regional Eleitoral no dia 5 de agosto), então a definição deve sair da convenção mesmo”, afirma o presidente do PPS. 
Rubens Bueno confirma que o partido tem sido procurado pelas três candidaturas. “Tanto Ratinho com sua equipe; Cida com a equipe; Osmar com a equipe. Tem muita mudança. Não podemos nos precipitar. De repente o ‘Centrão” apoia (Geraldo) Alckmin (PSDB) e isso mexe com os Estados”, pondera Rubens Bueno.