POLÍTICA

min de leitura - #

Prefeito afirma que Cambira não parou com a pandemia

DA REDAÇÃO

| Edição de 11 de fevereiro de 2022 | Atualizado em 17 de fevereiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Dando sequência à série de entrevistas denominada “De Olho na Cidade”, com prefeitos de toda a região, o TNOnline leva ao ar neste sábado em seu site, às 16 horas, um bate-papo com o prefeito de Cambira, Emerson Toledo Pires (MDB). No programa, o prefeito fala das ações do primeiro ano deste seu segundo mandato, quando teve de enfrentar a crise da pandemia, das suas realizações e o que projeta para o futuro.

Para Toledo, apesar da pandemia, o ano de 2021 foi bastante positivo em termos de realizações da administração municipal em diferentes setores. E foi mais positivo ainda porque a vacina chegou e foi possível imunizar grande parte da população. “Foi uma grande vitória a vacina chegar à nossa comunidade”, diz o prefeito, lembrando que em janeiro do ano passado ainda não havia perspectiva desta vacinação atingir toda a população.
Enquanto isso, Toledo lembra que a administração municipal não parou no tempo. “Concluímos várias obras que estavam em andamento, demos sequência no mandato que iniciamos desde 2017, e 2021 foi muito importante para a continuidade, em um período pandêmico, e ainda conseguir fazer obras que estavam em andamento”, afirma o prefeito.
Para enfrentar o problema da Covid-19, o prefeito observa que teve de refazer toda a mobilidade logística das ambulâncias, criar o Centro da Covid para atender à população e o anúncio de muitos investimentos, onde foi preciso. Também foram colocados 11 médicos e demais profissionais de saúde à disposição da população.
EMPREGO E RENDA
O prefeito Toledo observa que Cambira é um município bem localizado num ponto estratégico entre Londrina, Apucarana e Maringá. Em função disso, uma das principais metas para 2022 é a retomada da economia com a geração de emprego e renda. “Para tanto, estamos com plano de adquirir um novo espaço para incluir novas empresas e gerar emprego e renda”, diz. O problema, segundo ele, é que os terrenos hoje, em Cambira, são muito valorizados, principalmente os localizados às margens da rodovia. Mas ele acredita que este é um problema que pode ser resolvido com diálogo.
“O ano de 2021 foi muito importante porque investimos em cursos técnicos com parcerias como o Senai, Sebrae, Senac e trouxemos cursos para o primeiro emprego para o jovem e o adolescente. Qualificamos mais de 160 pessoas. Mesmo que não temos o emprego disponível em Cambira, conseguimos oferecer mão de obra para cidades como Apucarana e Jandaia do Sul”, afirma. (COM TNONLINE)