POLÍTICA

min de leitura - #

PT vai entrar na Justiça contra responsáveis por fake news

Claudemir hauptmann

| Edição de 06 de outubro de 2022 | Atualizado em 06 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia PT vai entrar na Justiça contra responsáveis por fake news

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Uma verdadeira onda de mentiras vem circulando pelas redes sociais, o que obriga às coordenações de campanha a redirecionarem estratégias de campanha para o segundo turno. O PT do Paraná, por exemplo, decidiu combater na justiça a circulação de notícias falsas, que explodiram nas redes sociais depois do resultado do primeiro turno, com vitória parcial de Luís Inácio Lula da Silva. A informação é do deputado estadual reeleito por Apucarana, Arilson Chiorato, que é presidente estadual do PT e coordenador da campanha de Lula no Paraná. “Precisei criar um serviço de atendimento pelo whatsapp apenas para enviar as informações corretas sobre as pessoas que nos procuram para questionar sobre as mentiras que circulam contra o presidente Lula”, afirma Chiorato, que esteve nesta quinta-feira na redação do TNOnline/Tribuna do Norte para agradecer os votos que recebeu no dia 2 de outubro.

Ne entrevista, Arilson lamenta que seja necessário investir recursos, tempo e esforços de campanha para desmentir boatos e calúnias que circulam pelo país e no Estado. “As notícias falsas obscurecem a discussão de propostas e projetos para resolver os problemas reais do País. E quem está plantando essas notícias falsas faz isso exatamente para tentar encobrir o fato de não ter projetos e nem resultados para mostrar”, afirma o deputado. Segundo ele, as mentiras alimentam o discurso de ódio, o preconceito, a intolerância e a violência, gerando um clima de tensão e instabilidade no período eleitoral. 

“É preciso destacar e fazer lembrar que produzir e fazer circular as chamadas fake news é crime. Então, vamos tomar as medidas judiciais cabíveis sempre que nos depararmos com a circulação dessas mentiras e responsabilizar os responsáveis”, avisa.

Arilson lembra de mentiras recentes que circularam nos últimos dias, de que Lula seria a favor do aborto, que iria fechar igrejas, que vai colocar banheiros mistos em escolas. “Mentiras que precisam ser combatidas, inclusive judicialmente”, informa. Ele informa que a campanha do PT está preparando vídeos e peças de marketing para desconstruir essas e outras mentiras. “Lula é autor da lei de liberdade religiosa no Brasil, criou a Marcha para Jesus. Ele é cristão. Aliás, ele é o mais cristão dos candidatos, porque ele governa com amor ao povo, com respeito a todos, ele combate a fome e tem projetos para melhorar a vida das pessoas”, comenta.

Segundo Chiorato, o combate às fake news pela judicialização, na tentativa de levar à justiça os responsáveis por produzir e fazer circular as notícias falsas não é uma exclusividade do PT. “O partido está vendo e descobrindo focos de distribuição de notícias falsas para judicializar. Mas tem muita gente e muitas instituições preocupadas com isso e que também estão tomando providências. A OAB, os tribunais regionais eleitorais, o Tribunal Superior Eleitoral, o Supremo e o Ministério Público também estão agindo contra essa onda criminosa de mentiras, que tenta desestabilizar o País e viabilizar um projeto de poder antidemocrático”, explica.