POLÍTICA

min de leitura - #

Ratinho Jr. diz que espera apenas aval do PSD para apoiar Bolsonaro

Da Redação

| Edição de 02 de junho de 2022 | Atualizado em 02 de junho de 2022
Imagem descritiva da notícia Ratinho Jr. diz que espera apenas aval do PSD para apoiar Bolsonaro

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), afirmou nesta quinta-feira durante sabatina promovida pelo Portal UOL, da Folha de S. Paulo, que está apenas no aguardo da liberação do seu partido, o PSD, para confirmar apoio à reeleição do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL). Ratinho Jr, alegou que tem “gratidão” ao presidente Bolsonaro pelos investimentos feitos pelo governo federal no Paraná.

O Portal UOL iniciou nesta semana uma série de entrevistas com os pré-candidatos ao governo do Paraná nas eleições de 2 de outubro deste ano. Ontem foi a vez de Ratinho Junior e, nesta sexta-feira, quem será questionado será ex-governador Roberto Requião. 

“O ministro Tarcísio (Gomes de Freitas, ex-ministro da Infraestrutura), com aval do presidente Bolsonaro, tem colaborado com o Paraná. Então, tenho gratidão pelo governo federal e pelo presidente da República por entender esse projeto que apresentamos.”

O PSD tende a não ter candidato próprio à presidência e a liberar os diretórios estaduais a apoiar quem eles quiserem. O governador reafirmou que espera a confirmação dessa posição para oficializar o alinhamento à pré-candidatura de Bolsonaro. “Primeiro que eu tenho que esperar posicionamento do meu partido, mesmo sabendo que o partido tem tido dificuldade em candidatura própria. Em respeito ao PSD nacional, eu não posso queimar etapas. Não havendo uma candidatura, que acredito que não vá acontecer, deixando todos os estados liberados, automaticamente temos alinhamento com o presidente Bolsonaro”, disse Ratinho Junior.

Ao contrário de Bolsonaro, o governador defendeu as medidas de restrição à atividade econômica tomadas pelos estados durante a pandemia da Covid-19. “Nós conseguimos trabalhar essa relação de preservar a vida com a economia, tanto é que batemos recordes de geração de emprego no ano passado, em plena pandemia. Eu sempre cuidei muito e deleguei para o secretário que as decisões fossem tomadas em cima da ciência, essa é uma demonstração clara de que a gente tem pensamentos diferentes”, alegou.

Ratinho Jr disse ainda que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teve erros e acertos. Entre os erros, ele citou a suposta tentativa do PT em se perpetuar no poder. “É um ex-presidente da República, gostem ou não dele. Teve muitos acertos, teve muitos erros e é um personagem importante da democracia. Tem um peso, mas terá muito que se explicar”, afirmou.