POLÍTICA

min de leitura

STJ elege nomes para Bolsonaro escolher dois novos ministros para a Corte

(via Agência Estado)

| Edição de 11 de maio de 2022 | Atualizado em 11 de maio de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça (STJ) formou, nesta quarta-feira, 11, a lista quádrupla a ser enviada para o presidente Jair Bolsonaro, que indicará dois novos ministros para a Corte. Eles vão substituir os ministros Napoleão Nunes Maia Filho e Nefi Cordeiro.

Em votação, os ministros do STJ decidiram enviar ao Palácio do Planalto o nome dos juízes: Messod Azulay Neto, do TRF-2; Ney Bello, do TRF-1; Paulo Sérgio Domingues, do TRF-3; e Fernando Quadros da Silva, do TRF-4.

Bolsonaro é obrigado a indicar ao STJ nomes que estejam dentro da lista formada pelo Tribunal. Após o presidente escolher dois nomes entre os indicados pelo STJ, os candidatos deverão passar por sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

O Superior Tribunal de Justiça é composto por 33 ministros - hoje contando apenas com 31. Um terço das cadeiras é ocupado por desembargadores federais e outro por desembargadores estaduais. A parcela restante é composta por advogados e integrantes do Ministério Público, que são escolhidos de forma alternada e em partes iguais.