CIDADES

min de leitura - #

Apucarana anuncia construção de nova escola no Solo Sagrado

CINDY SANTOS

| Edição de 11 de setembro de 2019 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.


A Prefeitura de Apucarana vai redirecionar recursos que seriam utilizados para a reforma do Centro de Atenção Integral à Criança (CAIC) Wallace Tadeu de Mello e Silva, no Jardim Monções, para a construção de uma nova escola municipal, no Residencial Solo Sagrado, em Apucarana. Recentemente o município pagou um precatório e obteve a titularidade de toda área do imóvel - que abriga três unidades educacionais - e pretendia investir aproximadamente R$ 2,5 milhões na reforma do prédio.
Contudo, o prefeito Junior da Femac disse que consultou a comunidade escolar e concluiu que a obra causaria muitos transtornos, tendo em vista que o Caic compreende a Escola Municipal Vida Nova, o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Um Lugar ao Sol e o Colégio Estadual Vale do Saber. 

Imagem ilustrativa da imagem Apucarana anuncia construção de nova escola no Solo Sagrado


“Íamos fazer a reforma envolvendo o ginásio, CMEI e o prédio da escola compartilhada entre município e Estado. Mas percebemos que gerou um descontentamento, porque mesmo momentaneamente, teria que paralisar as atividades. Então tomamos a decisão de reformar apenas o CMEI e construir uma nova escola municipal no Residencial Solo Sagrado”, esclarece. A resistência foi maior principalmente entre pais dos alunos da escola estadual,que seriam transferidos para outras unidades durante as obras.
De acordo com Junior, o objetivo é adiantar a fase de projetos da nova escola para iniciar a construção. O prefeito confirmou ainda que encaminhou um ofício ao Núcleo Estadual de Educação (NRE) de Apucarana, informando sobre a possibilidade de disponibilizar um terreno na mesma área do CAIC para construção da sede própria do Colégio Estadual Vale do Saber, que atualmente funciona anexo à Escola Municipal Vida Nova. 
A chefe do NRE, Cristiane Cesaria Pablos Rosseti, confirmou o recebimento do ofício e ressaltou que o prefeito consultou a comunidade antes de tomar a decisão. “O prefeito vai manter essa dualidade entre Estado e município e realmente coloca que se houver interesse do Estado ele poderá disponibilizar uma área para construção da sede própria para o Colégio Vale do Saber”, reitera. 
Cristiane afirma que está havendo um diálogo produtivo junto à prefeitura e que, mediante o ofício, verificará junto ao Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), vinculado à Secretaria de Estado da Educação (Seed), se existe interesse na proposta. “Nesse momento, vou ser uma mediadora entre a prefeitura e a Seed. Nesta quarta-feira vou participar de uma reunião com secretário estadual de educação e levarei essa pauta”, afirma. 
A chefe do NRE ressalta que o objetivo da prefeitura e do núcleo é melhorar a qualidade de ensino e proporcionar ambientes favoráveis a comunidade escolar. 

MAIS LIDAS