CIDADES

min de leitura - #

Apucarana terá vacina drive-thru no sábado

DA REDAÇÃO

| Edição de 29 de setembro de 2020 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Foram iniciadas nesta segunda-feira a campanha de vacinação contra a Poliomielite e campanha multivacinação.  Em Apucarana, as vacinas das duas campanhas estão disponíveis de segunda a sexta-feira nas 25 unidades de saúde que possuem sala de vacina. A imunização vai ocorrer no período das 8 às 16 horas e os pais ou responsáveis devem levar junto a carteira de vacinação.  

Já neste sábado haverá intensificação da vacinação contra a poliomielite, com o funcionamento de três pontos de atendimento no sistema drive-thru. Um deles será no estacionamento do Ginásio de Esportes Lagoão, outro na Avenida Aviação e mais um próximo a UBS do Jardim Ponta Grossa. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite é dirigida a crianças de 12 meses a menores de 5 anos. Já a Campanha Nacional de Multivacinação oferta vários tipos de vacinas para crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade, como BCG, pentavalente,  rotavírus, pneumocócica 10, meningocócica C e ACWY,  tríplice viral, vacina HPV, entre outras.
A estratégia das duas campanhas é a atualização da caderneta de vacinação das crianças e adolescentes. “A multivacinação será de forma seletiva, já que só vai tomar a vacina crianças e adolescentes que ainda faltam completar doses. Já a vacina da Poliomielite é de forma indiscriminada para crianças maiores que um ano e menores de cinco anos”, informa o diretor presidente da AMS, Roberto Kaneta. 
De acordo com Kaneta, o Brasil está correndo o risco da reintrodução do vírus causador da poliomielite. “Vários países já têm casos confirmados de paralisia infantil dentro deste novo ciclo. Isso causa uma preocupação muito grande nas autoridades de saúde. A paralisia infantil é uma doença séria que além da paralisação dos membros, principalmente os inferiores, também causa a paralisação do músculo respiratório. São formas graves dessa doença e a forma de prevenção é a vacina”, orienta Kaneta.