CIDADES

min de leitura - #

Apucarana vacinou pouco mais de 300 crianças contra polio

Da Redação

| Edição de 19 de agosto de 2022 | Atualizado em 19 de agosto de 2022
Imagem descritiva da notícia Apucarana vacinou pouco mais de 300 crianças contra polio

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Em onze dias de campanha, apenas 302 doses da vacina contra poliomielite foram aplicadas em Apucarana. O número mal chega a 4% da meta de 7.689 crianças com idade entre 12 meses e 5 anos incompletos que precisam ser imunizadas. A baixa adesão à vacina preocupa a Autarquia Municipal de Saúde (AMS) de Apucarana, que vai abrir as 26 UBS com sala de vacina neste sábado (20) do Dia D de Vacinação paralisia infantil e multivacinação.

O atendimento será de 8 horas às 16h30 numa expectativa de elevar a baixa cobertura vacinal das duas campanhas. “Estamos realmente preocupados com a pouca adesão da vacinação contra a polio”, alerta o secretário municipal da Saúde, Emídio Bachiega.

O prefeito Junior da Femac lança um forte apelo para os pais comparecerem com seus filhos aos postos de vacinação, em especial neste sábado, quando há uma mobilização nacional para garantir a proteção das crianças contra a paralisia infantil, entre outras doenças. “Cabe a cada um fazer a sua parte para evitar a retomada da paralisia infantil no Brasil”, conclama o prefeito.

A vacina contra a polio é destinada a crianças com idade entre 12 meses e 5 anos incompletos, incluindo as que já receberam as vacinas anteriormente. Paralelamente, acontece também amanhã a Multivacinação para Atualização da caderneta de menores de 15 anos de idade. As duas campanhas seguem até 9 de setembro e as doses podem ser aplicadas simultaneamente com a vacina contra a Covid-19 na população a partir de 03 anos de idade.

POLIOMIELITE

A poliomielite, que não tem cura, é uma doença contagiosa que invade o sistema nervoso e pode provocar paralisias irreversíveis em questão de horas. A vacinação é a principal forma de prevenção. A primeira dose da vacina da pólio é aplicada a partir dos 2 meses de vida, com mais duas doses aos 4 e 6 meses, além do primeiro reforço entre 15 e 18 meses e do segundo reforço entre 4 e 5 anos de idade, segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

A baixa vacinação contra pólio no Brasil e novos casos no mundo acendem alerta para risco de volta da doença já erradicada no país. Considerando todas as doses, a cobertura vacinal era de 96,55% em 2012. Em 2021, caiu para 67,71%, segundo dados do DataSUS.