CIDADES

min de leitura - #

Arapongas avalia cronograma de obras com chefe da Casa Civil

Da Redação

| Edição de 21 de março de 2022 | Atualizado em 21 de março de 2022
Imagem descritiva da notícia Arapongas avalia cronograma 
de obras com chefe da Casa Civil

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Oprefeito de Arapongas, Sérgio Onofre da Silva (PSC), esteve reunido nesta segunda-feira com o secretário chefe da Casa Civil, João Carlos Ortega. Ele estava acompanhado pelo secretário municipal do Meio Ambiente, Renan Rodrigues Manoel. Entre outros assuntos, o prefeito tratou sobre o trâmite de documentos para a liberação dos recursos referentes à construção de um pronto-socorro e uma UTI Neonatal na Santa Casa de Arapongas, investimento avaliado em R$ 3 milhões, bem como o destino que será dado ao espaço ocupado pela antiga delegacia de polícia. “Nós informamos ao governo que a intenção é demolir aquele prédio e construir ali uma praça, porém precisamos também ouvir o Estado”, frisou o prefeito.

Nos últimos dias, os presos de Arapongas com sentença foram remanejados para a Penitenciária Estadual de Londrina (PEL), onde vão permanecer até que sejam concluídas as obras do Centro de Detenção Provisória (CDP). As obras estão em andamento na Rua Rouxinol, na Zona Sul, e são resultado de um convênio com o governo estadual, num investimento de R$ 7,3 milhões.

Sérgio Onofre e Ortega também trataram sobre a vinda do governador Ratinho Júnior (PSD) a Arapongas, o que deverá ocorrer em breve. Entre outras coisas, o governador deverá visitar as obras do Colégio Estadual da Zona Sul, em fase de conclusão, um investimento de R$ 5,7 milhões. 

Também esteve na pauta o início das obras do Residencial Cidade Jardim, também conhecido como Condomínio do Idoso. O empreendimento faz parte da modalidade Viver Mais Paraná, voltado a pessoas com mais de 60 anos, e consiste na construção de um conjunto residencial fechado com 40 moradias e uma ampla infraestrutura de saúde, lazer e espaços de convivência. O projeto terá casas adaptadas para idosos sozinhos ou em casal, com segurança 24 horas, ambulatório básico, horta comunitária, academia ao ar livre, piscina para hidroginástica, salão de festas e quiosques de jogos e será construído às margens da PR-444, na saída para Mandaguari. O investimento é de cerca de R$ 6 milhões.