CIDADES

min de leitura - #

AVICULTURA EM ALTA

DA REDAÇÃO

| Edição de 22 de agosto de 2020 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O faturamento da avicultura de corte na região cresceu 25% em 2019 comparando com os números de 2018. Os dados do Valor Bruto de Produção (VBP) foram divulgados no início de agosto pela Secretaria da Agricultura e Abastecimento (Seab). De acordo com os números, a atividade movimentou ano passado R$ 836 milhões, R$ 169 milhões  a mais que em 2018, quando foram R$ 667 milhões.

Em 2019, o frango de corte correspondeu a 36% do valor total do VBP Regional, que ficou em R$ 3,8 bilhões.  De acordo com o técnico do Departamento de Economia Rural de Apucarana (Deral) Adriano Nunomura, dois fatores contribuíram para este resultado: a baixa na produção de 2018 e a variação do preço médio do frango de corte. 
“A produção de 2018 foi bastante prejudicada pela greve dos caminhoneiros porque os insumos não chegaram às granjas e houve uma grande mortalidade de frangos, o que diminuiu a produção. Aliado a esta questão, o preço médio do produto no mercado foi um pouco maior em relação a 2018, em torno de 15% maior, o que também favoreceu este aumento do valor em 2019”, explicou.
AVICULTURA
Em Apucarana, onde a atividade movimentou quase R$ 188 milhões ano passado, a expectativa é crescimento é ainda maior nos próximos anos. Segundo o secretário municipal da Agricultura de Apucarana, José Luiz Porto, a produção de frango terá grande impacto com a construção de um condomínio de no Distrito da Caixa de São Pedro. “Serão 28 aviários para produção de 700 mil frangos, com investimento de R$ 20 milhões, empreendimento do grupo catarinense Borges & Rossa”, disse. O empreendimento, que já finaliza parte dos barracões, terá 45 mil m² e deve aumentar e muito a capacidade de abrigamento de aves em Apucarana que vai para 7,5 milhões.