CIDADES

min de leitura - #

Chuva gera alerta na agricultura

DA REDAÇÃO

| Edição de 20 de agosto de 2020 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O grande volume de chuvas registrado nos últimos cinco dias - foram  167 mm até a manhã de ontem - começa a provocar prejuízos nas lavouras dos 15 municípios na área de abrangência da regional da Seab de Ivaiporã. Com as chuvas contínuas as lavouras de trigo sofrem com ocorrências de doenças e a colheita do milho está paralisada. 

De acordo com o engenheiro agrônomo, Sergio Carlos Empinotti, do Departamento de Economia Rural (Deral) as áreas de trigo em fase de preenchimento de grãos e maturação, cerca de 30% da área plantada, são as que estão mais prejudicadas. 
“A chuva está favorecendo aparecimento de doenças nas lavouras. Principalmente com o surgimento da brusone, que compromete tanto a produtividade quanto a qualidade dos grãos. A preocupação é principalmente do trigo que começaria a ser colhido no início de setembro”, esclarece Empinotti. 
Os produtores de milho também estão sendo castigados e ficam prejudicado com as chuvas. Segundo o agrônomo, a colheita que já tinha alcançado um quarto da produção iria ser acelerada nesta semana. “Isso tem gerado preocupação com a umidade dos grãos e a qualidade deve perder um pouco”.
Ainda segundo o agrônomo, por enquanto não é possível fazer projeções das perdas. “Temos que aguardar ainda alguns dias para ver o real prejuízo. Mas, o problema maior ainda é com o trigo, primeiro por causa da estiagem e agora com a chuva. Com o clima normal a produtividade média do grão na região ficaria próximo a 140 sacas por alqueire, este ano com certeza não deverá alcançar esta média”.