CIDADES

min de leitura - #

Cultivo de hortas domésticas cresce e gera renda familiar

DA REDAÇÃO

| Edição de 26 de setembro de 2020 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

A chegada da pandemia também deu impulso para atividades voltadas ao cultivo de alimentos em domicílio. As hortas caseiras se popularizaram.

Conforme o engenheiro agrônomo Sergio Carlos Empinotti, do Departamento de Economia Rural (Deral) de Ivaiporã, houve um aumento de pessoas interessadas no plantio de hortaliças em pequenas áreas o que, auxilia na melhora da qualidade da alimentação da população e gera renda extra para os produtores. “Com a ocorrência da pandemia, as pessoas têm mais tempo para se dedicar ao cultivo de pequenas culturas, de pequenas hortas. Também cada vez mais tem aumentando este tipo de interesse das pessoas, em busca de alimentos saudáveis sem uso de agrotóxicos dando uma boa oportunidade para esses produtores terem uma renda extra”. 
Fabiano Vicente Paiva, que mora em uma pequena chácara nos arredores da cidade com a esposa e três filhos, aposta em uma pequena horta para produzir alface, rúcula, couve, dentre outras. As verduras, além de complementarem a nutrição da família, ajudam também na renda familiar. “Antes da pandemia além da horta eu também fazia uns ‘bicos’ de pedreiro e o que aparecesse, agora ficou difícil. A mulher também está desempregada e a renda é só mesmo das verduras que vendo uma vez por semana e rende uns R$ 500”, conta.