CIDADES

min de leitura - #

Dallagnol lidera ranking de doações por “vaquinha”

Estadão Conteúdo

| Edição de 07 de julho de 2022 | Atualizado em 07 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia Dallagnol lidera ranking de doações por “vaquinha”

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Pré-candidato a deputado federal, o ex-procurador e ex-coordenador da Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol (Podemos), lidera o ranking de doações recebidas através de financiamento coletivo – a popular “vaquinha” - para financiamento de campanha no País. Dallagnol arrecadou até agora R$ 157,9 mil para custear seu plano de chegar à Câmara Federal. Os dados são de levantamento realizado em todas as plataformas de arrecadação credenciadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), feito de 15 de maio até 5 de julho. Levantamento mostra que em todo o Brasil apenas dois pré-candidatos somam mais de 1.000 doações. Dallagnol lidera também com um total de 1.646 doadoares.

O pré-candidato a governador de São Paulo, pelo partido Novo, Vinicius Poit, está na segunda posição, com R$ 146.448,22. Na sequência, aparecem o pré-candidato a governador do Rio de Janeiro, pelo Novo, Paulo Ganime, com R$ 125.514,42, Kim Kataguiri, que busca a reeleição como deputado federal de São Paulo, pelo Podemos, com R$ 71.962,92, e o atual deputado estadual de Santa Catarina e pré-candidato a federal, Bruno Souza, do Novo, com R$ 57.187,88.

Único partido que não aceita o uso do fundão eleitoral para financiar campanhas, o Novo é o que mais aparece na lista. Entre os 10 pré-candidatos com a maior arrecadação, cinco são da legenda. (ESTADÃO CONTEÚDO)