CIDADES

min de leitura - #

Deputada quer instalação do IFPR em Apucarana

Fernando Klein

| Edição de 18 de julho de 2022 | Atualizado em 18 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia Deputada quer instalação 
do IFPR em Apucarana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

A deputada federal Luísa Canziani (PSD-PR) está pleiteando a instalação do Instituto Federal do Paraná (IFPR) em Apucarana. O objetivo é ampliar a oferta de cursos profissionais e tecnológicos para os jovens do município. 

Em entrevista à Tribuna, a parlamentar afirmou que está trabalhando no projeto junto ao reitor da instituição, Odacir Antonio Zanatta. Ela também vai propor a inclusão de recursos no Orçamento da União de 2023 para a instalação do IFPR, conhecido por sua excelência na formação técnica.

“Nós temos em Apucarana a UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), que é um orgulho da cidade na área do ensino superior, mas há uma grande necessidade também de formação profissional e tecnológica. Penso que esta é a grande pauta atual da educação no Brasil”, assinala Luísa, lembrando que o projeto da UTFPR foi conquistado pelo pai e ex-deputado federal Alex Canziani (PSD-PR). 

“Se a gente pegar dois estudantes, um que não tem ensino profissional e tecnológico e outro que tem: esse que tem soma uma renda 20% a mais que o outro. É um mundo de oportunidades. A formação é rápida, direcionada. Ele já sai empregado, porque estão faltando trabalhadores qualificados no Brasil”, afirma. 

A deputada federal informa que, no primeiro momento, o instituto funcionaria na UTFPR, aproveitando a equipe e os laboratórios disponíveis. Com a consolidação dessa nova instituição, a mobilização seria criada na sequência para a construção de um campus próprio, assim como ocorreu em Arapongas e Ivaiporã. 

Na visita à redação da Tribuna, ela esteve acompanhada do pai Alex Canziani, que foi deputado federal por cinco mandatos, afirma que agora pretende defender projetos estaduais na Alep. Ele cita com uma de suas bandeiras tirar do papel o Paraná Metrópole Norte, que visa o fortalecimento do eixo Maringá-Londrina.

“Temos que discutir melhor as possibilidades dessa região e o Metrópole Norte é importante nesse contexto”, diz, citando como exemplo a necessidade de instalação de um ramal de gás natural na região, o que é, segundo ele, fundamental para o setor industrial de toda essa região. (FERNANDO KLEIN)