CIDADES

min de leitura - #

Jandaia do Sul ‘abraça’ a causa animal

Da Redação

| Edição de 01 de agosto de 2022 | Atualizado em 01 de agosto de 2022
Imagem descritiva da notícia Jandaia do Sul ‘abraça’ a causa animal

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Implantado em setembro de 2021, o Setor de Proteção e do Bem-Estar Animal da Prefeitura de Jandaia do Sul está implantando uma nova política pública no município. Os programas envolvem desde a castração até o incentivo à adoção responsável, passando pela criação de um canal de atendimento a denúncias maus tratos.

Segundo balanço divulgado pela prefeitura, as medidas têm surtido efeito junto à população. A quantidade de atendimentos de urgência e emergência praticamente dobrou de 2021 para 2022, saltou de 32 para 61. De junho do ano passado até junho deste ano, o setor recebeu 29 denúncias de maus-tratos. 

O diretor de Meio Ambiente, Geraldo Semensato explica que os animais doentes ou debilitados recolhidos nas ruas são encaminhados para a clínica veterinária parceira do município, tratados e castrados. “A saúde e o bem-estar desses animais impactam na sociedade, por isso, é fundamental conduzirmos ações como esta”, considera, destacando que espaço do abrigo canino está sendo revitalizado.

Ele destaca também a distribuição de ração. Em 2020 foram distribuídas 2,4 toneladas; no ano seguinte subiu para 18 toneladas e apenas no primeiro semestre de 2022 foram entregues 12 toneladas. 

O número de castrações também vem crescendo. No ano passado foram realizadas 450. De janeiro a junho deste ano, foram de 266 procedimentos com previsão de chegar a 730 até o final do ano. Até dezembro, o município deverá realizar mais três iniciativas para o controle ético de animais comunitários e de famílias de baixa renda.

Parte das castrações é feita pelo Castramóvel. O veículo estaciona estrategicamente nos bairros de Jandaia do Sul e os profissionais realizam as esterilizações. Atualmente, o setor conta com dois servidores municipais, dois estagiários do curso de Medicina Veterinária e dois veículos, um para o Departamento e outro disponibilizado para serviços das duas ONGs da cidade.

A encarregada do Setor, Mauren Delalibera, avalia positivamente os resultados. “A iniciativa da gestão Lauro Junior em implantar um setor específico para a causa animal é muito importante para o município, pois, a cada dia, Jandaia do Sul tem se tornado uma cidade que respeita e ama os animais”, complementa.

ABRIGO

Para este semestre, outra novidade são as cartilhas com informações sobre maus-tratos de animais voltadas para crianças de 7 a 11 anos, que estão sendo confeccionadas com apoio do Governo do Estado. Os exemplares serão distribuídos até o final do ano para os alunos das escolas municipais. A ideia é conscientizar a população a respeito do trato com os animais.